A Paraíba o tempo todo  |

Bolsonaro vira pedra na relação entre Cartaxo e oposição na Paraíba

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), “marchou” junto com a oposição na Paraíba nas eleições de 2018, quando o seu irmão, Lucélio Cartaxo, foi candidato a governador com o apoio de nomes como Romero Rodrigues (PSD) e Pedro Cunha Lima (PSDB).

Entretanto, o mesmo não deve ocorrer no ano que vem e a pedra no sapato tem nome e sobrenome: Jair Bolsonaro. Enquando Luciano Cartaxo, pré-candidato ao Senado, à Câmara Federal ou ao Governo [ainda não foi decidido qual cargo disputará] faz críticas pesadas ao presidente, Romero, nome que reúne, até então, maior consenso da oposição para disputar o governo estadual, é só amor.

“O que temos visto é a pobreza do país crescendo ainda mais: falta de geração de políticas públicas e de investimento; voltamos ao mapa da fome; desemprego batendo recordes todos os dias. Torço por esse suspiro que estamos esperando da economia aconteça. Mas, até agora, isso não chegou à mesa dos brasileiros”, criticou Cartaxo ontem (22).

Romero, por sua vez, quer estar no palanque de Bolsonaro e não esconde. Posta vídeos de Bolsonaro lembrando do seu nome para o Governo da Paraíba e revelou que troca mensagens frequentemente com o presidente.

“Na última semana mesmo nós trocamos mensagens e ele me perguntou quando eu retornaria à Brasília. Quando eu encontro com ele o tratamento é o mesmo. Dirige-se a mim nominalmente. Conversa comigo. Trata-me com muito respeito”, disse ao Paraíba Online em matéria publicada no último domingo (20), com muito orgulho.

Para apimentar o caldeirão desta sopa azeda, o líder da oposição na Paraíba e bolsonarista de primeira linha, Cabo Gilberto (PSL), deixou claro que não faz questão de ter Cartaxo no seu palanque eleitoral ano que vem e, mais do que isso, não quer.

“O ex-prefeito da capital já declarou apoio a Lula e eu declarei meu total apoio a Bolsonaro”, disse.

Feliphe Rojas

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe