Mensagens de whatsapp, trocadas pelo empresário Roberto Santiago e os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), Fernando Catão e Nominando Diniz, além de Bruno Catão, filho do conselheiro, e o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), que é sobrinho de Fernando Catão, demonstram a atuação favorável dos citados a Roberto Santiago no sentido de embargar a licença da construção de um shopping em Cabedelo.

Eles são apontados como envolvidos no episódio, que é investigado pela Operação Xeque-Mate. O shopping que seria construído em Intermares, traria concorrência a Roberto Santiago, dono do Manaíra Shopping e teve a licença embargada através de liminar do TCE-PB.

Fernando Catão é suspeito, segundo o processo, de atuar na proibição da construção do shopping em Intermares, tendo agido em favor dos interesses empresariais de Roberto Santiago.

As imagens da conversa foram publicadas com exclusividade no Blog do advogado e jornalista Diego Lima.

Veja as mensagens:

""

""

""

""

""

""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""

 

PB Agora com Blog do Diego Lima

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Eduardo Carneiro exige foco no setor produtivo para retomada da economia

O deputado estadual e pré-candidato à Prefeitura Municipal de João Pessoa tem reprovado a falta de interesse do prefeito da Capital, Luciano Cartaxo, em fortalecer o setor produtivo em tempos…

STF determina liberdade de prefeito que guardou propina da cueca, na Paraíba

A decisão foi do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), e resultou na libertação do prefeito afastado de Uiraúna, João Bosco Fernandes (PSDB), Bosco foi preso no…