Depois que o Governador José Maranhão nomeou o padre Nilson Nunes da cidade de Araruna como Secretário Executivo Estadual do Desenvolvimento Humano, o bispo da Diocese de Guarabira, Dom Lucena decidiu suspender o padre impedindo assim de fazer celebrações.

Segundo informações colhidas pelo PB Agora, Dom Lucena, chegou a advertir o padre que sua participação no governo representaria uma predileção política partidária por José Maranhão, contrariando o voto de fidelidade feito em sua ordenação.

Em 2008, o padre quase foi candidato a prefeito da cidade de Cacimba de Dentro, com total apoio do então Senador José Maranhão. As investiduras do padre/político Maranhista declarado e conhecido em toda região do Curimataú, tem sido alvo de crítica e denuncias de fiéis, por sua prática tendenciosa na cidade de Araruna.

O padre Nilson Nunes disse que vai comandar ao lado de Giucélia Araújo a política de inclusão social do Governo do Estado, executando ações que ajudarão a melhorar a qualidade de vida de milhares de paraibanos.

 

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: a metáfora de “RC, João e a guerra em terra Tabajara”

A guerra foi deflagrada. Montgomery decidiu firmar o desembarque no Sanhauá de forma rápida e precisa, a fim de evitar maiores movimentos do exército oposicionista comandado pelo general Hideki Tojo.…

Opinião: RC vê conotação política em escritório arrombado. Acha que há mandantes

Em resposta a questionamentos da coluna, o presidente da Fundação João Mangabeira e ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), disse, na madrugada deste domingo (18), não ter dúvidas de que…