Por pbagora.com.br

Bruno Cunha Lima disse que médica Tatiana Medeiros propôs lotear Secretaria de Saúde para apoiá-lo na disputa pela PMCG  

Candidato à prefeitura de Campina Grande, o ex-deputado estadual Bruno Cunha Lima, do PSD, revelou, durante debate na Rádio Arapuan, nesta quinta-feira (08), que o MDB, representado em Campina Grande pela médica Tatiana Medeiros, antes de firmar aliança com o candidato Inácio Falcão, o procurou, no período pré-eleitoral para propor uma aliança condicionada a loteamento de cargos da Secretaria de Saúde municipal. A acusação foi um dos momentos mais tensos do embate no radiofônico já que, até então, o candidato não havia citado quem teria feito tais propostas de apoio em troca de cargos.

A revelação foi feita durante questionamento ao deputado Inácio Falcão (PCdoB), que tem a médica Tatiana, do MDB, como vice.

“É natural que em composições majoritárias nós tenhamos as alianças, e durante a fase de pré-campanha fui procurado por diversos agentes partidários que hoje estão em outras chapas e fui procurado também por alguém que hoje é sua colega de chapa , a que tenho muito respeito enquanto profissional, mas propondo uma relação que necessitaria do loteamento de um cargo como a Secretaria de Saúde. Eu queria entender qual a relação que une um candidato do partido comunista e uma candidata do MDB?”

Na resposta, Inácio destacou que as composições partidária são feitas publicamente e que, diferentemente das composições de 40 anos, de gestão que vive patinando na mão de poucas famílias, o PCdoB, tem a prerrogativa de debater com o contraditório.

“Não existiu nenhum tipo de diálogo com relação a loteamento de cargos, como o senhor fala (…). Eu quero governar para todos e não para poucos. Na nossa coligação não existiu nenhum tipo de diálogos nesse sentido, diferente da sua composição que deve ter sido feita sim a base de loteamento de cargos. Temos a maior transparência possível em relação a nossa coligação, que tem representantes dignos e que representam muito bem a sigla em âmbito nacional”, ressaltou.

Bruno, na tréplica, lamentou o fato de o PCdoB hoje estar unido com um partido o qual tachou de golpista em um futuro não tão distante. Já Inácio, reagiu mais uma vez ao acusar Bruno de faltar com a verdade.

“A atual gestão que lhe apoia fez vários loteamentos, não só na gestão, mas na Câmara de Campina Grande, basta olhar quantos suplentes assumiram em troca de apoios políticos. O senhor é apoiado por um grupo político que fez diversos tipos de negociação com relação a apoio da base partidária, então é preciso falar a verdade. Na minha gestão nós vamos trabalhar para todos e não para poucos”, emendou.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cidade Segura: Wallber Virgolino diz que Segurança será uma das suas prioridades na PMJP

O candidato à Prefeitura de João Pessoa, Wallber Virgolino (Patriota) garantiu que a Segurança Pública será uma das suas prioridades, caso seja eleito, a partir de janeiro. “João Pessoa é…

Ao lado de Léo, Cícero se reúne com agentes de saúde e endemias

O candidato a prefeito de João Pessoa Cícero Lucena (PP), participou de duas atividades de campanha ao lado do candidato a vice, Léo Bezerra (Cidadania) e do deputado estadual Eduardo…