Um dia seguinte à reunião em que o ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) pediu unidade da base política, o deputado federal Armando Abílio, presidente do PTB paraibano, disse que a legenda romperá a aliança com o PSDB caso os tucanos não aprovem o apoio à candidatura do prefeito Ricardo Coutinho (PSB) ao governo do Estado em 2010.

“Defendemos a chapa Ricardo Governador e Cássio Senador, mas se o PSDB insistir na tese de candidatura própria ao governo, nós ficaremos com Ricardo”, declarou Abílio. Segundo ele, a aliança PSDB e PSB para as eleições de 2010 representa o novo da Paraíba. E já reflete a voz das ruas.

“É o povo que quer isso”, declarou Abílio, avaliando que a nova aliança é a que possui mais chances de vitória contra o grupo do governador José Maranhão (PMDB).

Abílio admitiu que existe, no entanto, uma minoria divergente dentro do PTB, a exemplo do suplente de senador Carlos Dunga (PTB) que defende a candidatura do senador Cícero Lucena, do PSDB. Mas ele declarou que o partido vai realizar uma discussão democrática com todos os líderes da legenda para aprovar uma resolução sobre 2010.

“Quem desobedecer , sofrerá as punições partidárias”, destacou Abílio, falando em fidelidade partidária.


PB Agora

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Partidos emitem nota contra uso de tornozeleiras por investigados na Calvário

Os partidos dos Trabalhadores (PT), Comunista do Brasil (PCdoB), e Socialista do Brasil (PSB), além de entidades como o Movimento Sem Terra (MST), Marcha Mundial das Mulheres, Associação Brasileira de…

Ministério Público pede arquivamento de ação Civil contra Dinaldinho

A 4ª Promotora de Justiça de Patos, Mariana Neves Pedrosa Bezerra, do Ministério Público da Paraíba, pediu o arquivamento de ações contra Dinaldinho, que foi afastado do cargo de prefeito…