O deputado estadual João Gonçalves (PSDB) declarou na tarde de hoje na Assembléia Legislativa da Paraíba que a aproximação entre o prefeito de João Pessoa Ricardo Coutinho e o ex-governador Cássio Cunha Lima já não é mais namoro, e sim noivado.

Visivelmente magoado e reclamando do apoio que não teve do ex-governador na última campanha para prefeito de João Pessoa, Gonçalves acusou Ricardo de tentar estadualizar seu nome em momento que não é próprio para campanha de 2010. Para João Gonçalves ” O prefeito tem que cuidar da cidade de João Pessoa. Olhar para as ruas que estão esburacadas. Olhar para as ruas que estão sem pavimentos. Tem que dar andamento as obras que começaram na campanha e até hoje estão paralisadas. Lançaram 300 obras no período eleitoral e paralisaram as obras. É pena que isso não seja crime eleitoral”, disparou o deputado tucano.

João Gonçalves revelou que o prefeito de João Pessoa hoje só pensa em promover seu nome em viagens pelo estado da Paraíba e esqueceu a cidade que o elegeu: “É preciso que o prefeito tome conta de João Pessoa, pois ele ultimamente só pensa em sucessão”.

Sobre o governo Maranhão III, o tucano não descartou o seu apoio e revelou que: “É preciso unir forças para ajudar os dirigentes possa equilibrar e governar melhor este estado. Qual a dificuldade em votar uma matéria que seja enviada por Maranhão?” questionou Gonçalves. Indagado sobre a possibilidade de apoiar o governador Maranhão, o tucano foi lacônico: “Não descarto essa possibilidade”.

Clilson Júnior

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vereador cobra revisão participativa no Plano Diretor de Campina Grande

O vereador Olimpio Oliveira conseguiu na última terça-feira (07), na Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG), a aprovação do requerimento n° 1.170/2020 que requer a formalização do processo de reforma…

Presidente do PT-PB aponta “guerra das oligarquias” dentro do grupo de Romero

Por meio das suas redes sociais o presidente estadual do PT-PB Jackson Macedo voltou ontem (09), a usar uma matéria do portal, para expressar seu lamentos sobre o que estipulou…