A Paraíba o tempo todo  |

Após live, Bolsonaro reúne multidão de apoiadores e janta em pizzaria de João Pessoa

Após cumprir agenda no interior do Estado, o presidente Jair Bolsonaro chegou no início da noite desta quinta-feira (5), ao Grupamento de Engenharia, na Avenida Epitácio Pessoa, onde o presidente fica hospedado até esta sexta-feira (6). Ainda na noite de ontem, Bolsonaro realizou uma live onde pediu que a Petrobras não aumente novamente o preço dos combustíveis no Brasil. 

Alterado, o chefe do Executivo bradou que os lucros registrados pela estatal são “um estupro”.

Em seguida, o presidente se dirigiu a frente do Grupamento de Engenharia, onde reuniu uma multidão de apoiadores. Bolsonaro quebrou o protocolo e foi para o meio da multidão. 

Depois o presidente seguiu para uma pizzaria na orla de João Pessoa, onde jantou com sua comitiva. Ao terminar, o presidente repetiu o gesto e atendeu a multidão que o aguardava do lado de fora do estacionamento.

O presidente Jair Bolsonaro visitou a Paraíba, nesta quinta-feira (5), para participar da solenidade de entrega de parte da obra Vertente Litorânea, em Itatuba, e inauguração de uma Unidade Básica de Saúde (UBS), em Gurinhém, ambos municípios localizados no interior do estado.

Com 130,63 quilômetros de extensão, a obra da Vertente Litorânea está orçada em R$ 1,418 bilhão e deve beneficiar 680 mil pessoas em 39 cidades paraibanas, com destaque para a mesorregião do Agreste. Os recursos são provenientes do governo federal (R$ 1,27 bilhão) e de contrapartida estadual.

O Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco tem 217 quilômetros de extensão, está em funcionamento desde 2017 e abastece 1,4 milhão de pessoas em 46 cidades de Pernambuco e da Paraíba.

As obras do lote 1 da Vertente Litorânea da Paraíba, entregues nesta quinta, foram executadas em parceria com o governo da Paraíba e receberão as águas do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco.

“Entendemos que, pra vocês, isso realmente traz aquilo traz aquilo que se assemelha a uma liberdade. Ninguém precisa ficar dependendo de quem quer que seja para ter água na sua casa. Dessa forma também vamos deixando na história os carros-pipas que fizeram o seu trabalho, que fizeram o seu trabalho”, declarou o presidente sobre as obras.

 

Em tom de campanha, Bolsonaro fez um discurso em que defendeu a gestão dele à frente da pandemia e criticou governadores que decretaram um isolamento social mais rígido para evitar a propagação da Covid-19.

“A política do fica em casa foi a pior possível, fez com que muita gente perdesse o emprego. O maior erro, quase crime cometido, foi obrigação de vocês ficarem em casa. Eu não fechei uma só casa de comércio no Brasil. Sempre disse que deveríamos combater o vírus e o desemprego. Quando governadores, como o daqui, obrigou as pessoas a ficarem em casa, tirou o ganha pão de praticamente de todos vocês”, disse o presidente.

 

Redação

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe