Por pbagora.com.br

A Secretária Estadual de Desenvolvimento e Articulação Municipal da Paraíba, Ana Cláudia Vital do Rêgo, esteve presente nesta segunda-feira (19) no lançamento do programa ‘Prato Cheio’, que distribui mil refeições diárias para pessoas em situação de Rua em Campina Grande, uma ação do Governo do Estado que se une a outras ações de apoio alimentar da gestão do governador João Azevêdo aos que mais precisam.

“Nós iniciamos hoje em Campina Grande mais uma ação do governador, denominada ‘Prato Cheio’, que contempla cafés-da-manhã, almoços e jantares”, disse Ana, lembrando que a ação do Governo do Estado iniciada hoje, em assistência às pessoas em situação de rua, permite a distribuição diária de 300 cafés da manhã, 400 almoços e 300 jantares. Na cidade, o Governo da Paraíba já disponibiliza 1.500 refeições diárias no Restaurante Popular, além de promover a entrega de cestas básicas para as famílias que mais precisam. Veja o vídeo em que um beneficiado pela ação elogia a iniciativa do Governo do Estado: https://youtu.be/WUAEeGPWaqk

Na semana passada Ana havia cobrado da Prefeitura de Campina Grande a reativação dos restaurantes populares e cozinhas comunitárias da cidade, desativadas no início da gestão do ex-prefeito Romero Rodrigues, há mais de 8 anos. Segundo ela, diferente do governador, que amplia os serviços sociais do Governo na cidade, a PMCG continua insensível ao sofrimento dos que mais precisam, sobretudo agora, durante a pandemia.

 

Assessoria de Imprensa

Notícias relacionadas

MPPB entra com ação contra vereador de JP e pede R$ 250 mil de indenização

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) ajuizou uma ação civil pública contra o vereador de João Pessoa Tarcísio Jardim (Patriota) e o empresário Marcelo Soares Londres e contra a Academia…

Paraibano é citado entre os beneficiados no ‘orçamento paralelo’ de Bolsonaro

O deputado federal paraibano Wellington Roberto (PL) parece entre os parlamentares contemplados com o orçamento paralelo criado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para ganhar a “fidelidade” do Centrão. O…