O deputado estadual Romero Rodrigues (PSDB) apresentou requerimento na Assembléia Legislativa da Paraíba propondo a realização de uma sessão especial para discutir amplamente a crise econômica e a possibilidade de flexibilização da aplicação da Lei de Responsabilidade Fiscal, como forma de facilitar o trabalho da própria Assembléia, das Prefeituras, e das Câmaras de Vereadores.

Ele está sugerindo a participação de representantes do Tribunal de Justiça do Estado, do Tribunal de Contas, da FAMUP, das Prefeituras, das Câmaras Municipais, do Ministério Público e de outras instituições públicas nos debates.

Nesse sentido, o Poder Legislativo estadual apreciou o requerimento do parlamentar, sugerindo que as instituições que recebem duodécimo e as que atuam com ações voltadas para o atendimento da sociedade, tenham condições de desenvolver a contento as suas atividades.

Assinalou que “é público e notório a queda de receitas públicas. As Prefeituras Municipais, as Câmaras de Vereadores e outras instituições estão com sérios problemas do ponto de vista financeiro, para quitar os seus compromissos, com o aumento do Salário Mínimo e outros encargos, sendo necessária à adoção de medidas para permitir que os serviços possam ter continuidade a contento. Os municípios e a população não podem ser penalizados. A crise não é oriunda dos municípios, mas sim de uma conjuntura global, com fatores externos prejudicando o bom andamento das ações”.

Romero Rodrigues asseverou que é preciso que entidades como a FAMUP e outras instituições se integrem em um amplo debate a essas discussões, a fim de se encontrar uma solução o mais urgente possível para essa questão. “Todos têm um compromisso com a tentativa de se minimizar os efeitos da crise, pois essas instituições prestam serviços relevantes à população, e, portanto, é obrigação do poder público buscar alternativas, não de burlar a Lei de Responsabilidade Fiscal, mas sim buscar uma forma de flexibilizar a sua aplicação, pelos menos enquanto durar essa crise, e até mesmo durante o ano de 2009”.

Por outro lado, o deputado estadual Romero Rodrigues (PSDB) deu entrada no requerimento solicitando a realização de uma audiência pública para debater a questão dos suplentes do concurso público da Policia Militar e Corpo de Bombeiros da Paraíba.

A matéria entra na pauta desta sexta-feira na Assembléia Legislativa, a partir das 15 horas. “Eles estão aptos a serem chamados por este Governo, a minha proposta atende as reivindicações dos aprovados e classificados no concurso da PM, que teve as provas subjetivas realizadas em 2008. Conto com a aprovação de todos os parlamentares, até mesmo dos deputados estaduais da bancada que apóia o Governo do Estado”.
 

 

 

Assessoria

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Triste e lamentável”, define Hervázio sobre participação de presidente nacional do PSB no imbróglio da sigla na PB

O impasse interno no PSB da Paraíba, que ainda não foi resolvido, parece ter piorado após a “intervenção” do presidente nacional da sigla, Carlos Siqueira. Com autoridade para resolver o…

Mais um filiado ao PSL/PB ignora Julian e admite deixar legenda se Bolsonaro sair da sigla

Apesar de o deputado federal Julian Lemos, atual presidente do PSL na Paraíba, atestar que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) não tem intenção de se desfiliar da legenda diante do…