Além de ser o único deputado federal eleito pelo PSL da Paraíba, mesmo partido do presidente Jair Bolsonaro (PSL), o deputado Julian Lemos também foi o único parlamentar paraibano a votar contra a convocação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, para explicar, na Câmara dos Deputados, o bloqueio de verbas para a Educação. Dos doze eleitos em 2018, onze votaram sim – pela convocação, atendendo a um clamor popular.

Apesar do voto contrário de Julian, o requerimento de convocação foi aprovado por 307 votos favoráveis e 82 contrários (incluindo o do paraibano).

 Weintraub será ouvido em uma "comissão geral" (sessão de debates no plenário). Ele é o primeiro ministro do governo Jair Bolsonaro convocado por alguma das casas do Congresso.

Por se tratar de convocação, Weintraub é obrigado a comparecer à Câmara, sob pena de incorrer em crime de responsabilidade na hipótese de ausência "sem justificação adequada", conforme prevê a Constituição Federal.

""

PB Agora

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bandeira branca: aliado de Romero em CG ‘afaga’ governador

Aliado do prefeito Romero Rodrigues (PSD), e ferrenho opositor do Palácio da Redenção, o vereador Alexandre do Sindicato (PHS), surpreendeu os colegas de bancada e a oposição, ao elogiar a…

Opinião: João Azevêdo mostra capacidade política e pede que membros do PSB “se desarmem”

O mito criado sobre a figura do governador João Azevêdo (PSB), que o jogava como grande técnico administrativo, não possuindo, no entanto, características necessárias para caminhar nas alamedas tortuosas da…