Os 100 primeiros dias do Governo Bolsonaro têm preocupado a ala petista, que trabalha para formar uma estratégia de oposição contra a atual gestão. Em entrevista nesta terça-feira (08), o presidente estadual da sigla na Paraíba, Jackson Macêdo, fez uma avaliação do que realmente está em jogo diante da atual conjuntura e alertou para uma necessidade de reação coerente a fim de barrar retrocessos.

“Até agora o que temos visto são as trapalhadas de um começo de governo e a oposição parece que é feita pelo próprio governo. Nós temos que montar uma estratégia mais forte de linha de atuação para entender um pouco o que está em jogo no país, eu tenho uma plena convicção que é um debate de luta de classes, e o PT precisa compreender isso e saber como monta sua estratégia no Congresso Nacional contra o governo Bolsonaro”, disse.

Segundo Macêdo, o fim das coligações prejudicou a formação de um bloco suprapartidário coeso, afastando as legendas. O partido até tentou costurar um bloco de com PSB, PCdoB e PDT, mas a estratégia ainda precisa ser amarrada.

“Eu acho que o PT precisa organizar seu papel estratégico na oposição. Nós tentamos no começo do Governo montar um bloco de composição no Congresso a partir do PSB, PCdoB e PDT, mas com o fim das coligações proporcionais você percebe um distanciamento político desses partidos, o debate no Congresso dificulta um pouco, mas o PT formou um bloco com PSB e PCdoB, tenta trazer o PDT de Ciro Gomes, mas agora cabe a oposição montar uma estratégia de oposição. Não podemos deixar que o Governo Bolsonaro faça oposição ao próprio governo”, arrematou.

 

PB Agora

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Criação da Fundação PB Saúde é publicada no DOE e Hospital de Mamanguape será o 1°a integrar

A lei aprovada recentemente na Assembleia legislativa da Paraíba (ALPB) que autoriza a criação da Fundação PB Saúde foi publicada no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (18). Segundo informou…

Vice prefeito de CG descarta possibilidade de disputar vaga na CMCG

O vice-prefeito de Campina Grande, Enivaldo Ribeiro (Progressistas), descartou em entrevista a Rádio Campina FM, qualquer possibilidade de ser candidato a vereador nas eleições deste ano. Em entrevista, Enivaldo que…