A Paraíba o tempo todo  |

Suspeitos de participar de homicídio de idoso no Moinho de Cabedelo são presos pela Civil

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A Polícia Civil da Paraíba, por intermédio do Núcleo de Homicídios e Repressão Qualificada de Cabedelo, ligado à 3ª DSPC (Delegacia Seccional de Polícia Civil), deu continuidade à Operação Sanguinarys na manhã desta quinta-feira, 5, e cumpriu quatro mandados de prisão preventiva, sendo três na cidade de Cabedelo e um em São José da Mata.

Segundo o delegado Everaldo Medeiros, os presos são suspeitos de participação no latrocínio (roubo seguido de morte) de um idoso de nome Jair Tadeu Romualdo, que foi assassinado a pauladas no antigo Moinho de Cabedelo, pelo fato dos criminosos quererem ficar com a casa, o dinheiro e demais objetos da vítima.

“O caso chamou atenção pelo fato do corpo da vítima ter sido escondido no referido local, só sendo encontrado pela equipe de investigação, já em estado esquelético, meses após o crime. Na oportunidade, o Instituto de Polícia Científica realizou avançada análise odontolegal (com uso de tecnologia 3D) para identificação dos restos mortais”, destacou o delegado Diego Garcia, que também participou da operação.

Um dos acusados, que havia foragido após o crime, foi preso na cidade de São José da Mata, próximo à Campina Grande, e os demais no bairro Portal do Poço, em Cabedelo.

“A operação que contou com apoio irrestrito do Instituto de Polícia Científica, da Inteligência da Polícia Civil e da Inteligência do Sistema Penitenciário, que faz parte da nova sistemática adotada pelo Núcleo de Homicídios e Repressão Qualificada de Cabedelo, no sentido de, rotineiramente, prender perigosos criminosos atuantes no município de Cabedelo, o que só está sendo possível a partir do atuação do Ministério Público e Judiciário local na concessão dos referidos mandados de prisão”, concluiu o delegado Everaldo Medeiros.

A população pode colaborar com a Polícia Civil fazendo qualquer tipo de denúncia através do número 197 (Disque-Denúncia). A ligação é gratuita e anônima, sendo garantido o sigilo absoluto sobre a identidade do denunciante.

Da Redação com Assessoria

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe