Por pbagora.com.br

A Polícia Civil prendeu em Mamanguape um funcionário público da Prefeitura de Rio Tinto, no Litoral Norte da Paraíba, na noite de segunda-feira (6), com um vasto acervo pornográfico com crianças a adolescentes. Segundo a polícia, o preso, de 37 anos, que é suspeito de integrar rede de pedofilia, armazenava o material ilegal no próprio celular. Ele já respondia criminalmente pelo crime de estupro de vulnerável.

A prisão aconteceu após denúncia feita na Delegacia de Atendimento à Mulher da cidade Mamanguape (PB). Segundo informações da delegada Cristiane Medeiros, o homem foi denunciado por ter acariciado as partes íntimas de uma criança, que seria filha de uma ex-namorada dele.

Ameaça – Já em Alagoa Grande, no Brejo paraibano, uma mulher de 28 anos disse que estava recebendo ameaçadas de morte nas redes sociais por parte do ex-marido mesmo depois de solicitar duas medidas protetivas. Ela é vendedora autônoma e tem dois filhos do relacionamento.

O casal ficou junto por cinco anos. Não foi agredida fisicamente, mas desde que se separaram, os xingamentos e ameaças se tornaram frequentes. “Ele fica mandando mensagem, mandando foto de caixão, dizendo que está preparado”, diz a mulher.

Redação

Notícias relacionadas

Polícia apreende droga que traficantes escondiam em lixeiro, na PB

Uma denúncia anônima levou os policiais do 8º Batalhão a retirarem de circulação quase 3 kg de drogas, nessa quinta-feira (6), na cidade de Salgado de São Félix. O entorpecente…

Polícia localiza vítima de sequestro relâmpago nos Bancários, em JP

O instrutor de autoescola que sofreu um sequestro relâmpago na manhã desta sexta-feira (07) em João Pessoa, foi localizado por equipes da Polícia Militar no bairro de Mangabeira. De acordo…