Por pbagora.com.br

Ao prender o dono por violência contra sua mulher, policiais acharam a ‘empresa’ no quintal de casa*

 

Policiais civis descobriram na cidade de Cubati, no Curimataú paraibano, uma
fábrica clandestina de armas e munições, que funcionava em fundo de quintal
à Rua José Marcos da Costa, s/n. O proprietário da ‘empresa’, Auri Vieira
dos Santos, 61 anos, foi preso na noite da quarta-feira (14), após denúncia
de que havia surrado sua mulher, sendo autuado em flagrante, de acordo com a
Lei Maria da Penha.

A mulher foi socorrida para um dos hospitais da cidade e na sequência das
investigações a polícia descobriu que ele era responsável pela fabricação de
armas, suspeita confirmada por pessoas que o conheciam.

A delegada Dianni Regina de Barros, com respaldo jurídico, compareceu à
residência e flagrou oito espingardas, três delas calibre 32 e cinco do tipo
‘soca-soca’, um revólver 32, mais 120 munições calibres 38, 32, 22, 28, 32 e
36.

Além das armas e munições, foi apreendido material para fabricação, mais
oito quilos de chumbo, três caixas de espoletas, dois recipientes com
pólvoras, 250 gramas de rolhas, cartucheiras e facões. Agora o acusado, além
de ser autuado pela violência contra a mulher, responderá também por
comércio irregular de armas.

 

Assessoria

Notícias relacionadas

Duas pessoas sofrem tentativa de homicídio no Cristo Redentor, em João Pessoa

Por pouco dois homens não foram assassinados em João Pessoa na noite desta sexta-feira (26). Eles foram vítimas de uma tentativa de homicídio praticada por dois adolescentes menores de 18…

Homem morre e outro fica ferido após moto bater em viatura da PM em CG

Após tentar fugir de uma perseguição policial, um homem morreu e outro ficou gravemente após baterem uma moto em uma viatura da Polícia Militar. O acidente aconteceu nas imediações do…