A Paraíba o tempo todo  |
PUBLICIDADE

Pai que matou estuprador da filha em Campina Grande é absolvido pela Justiça

Nessa quarta-feira (26), a Justiça de Campina Grande absolveu Charles Silva do Egito, um mototaxista, que havia matado o homem que abusou de sua filha de 12 anos em 2021, no bairro das Malvinas. O juiz Fabrício Meira Macedo presidiu o julgamento no Fórum local e proferiu a sentença de absolvição, levando em conta as circunstâncias emocionais e o contexto do crime.

Segundo relatos, a menina foi abordada e abusada por um homem de 33 anos enquanto estava na frente de sua casa. Após o relato da filha, Charles confrontou o suspeito e disparou cinco tiros, resultando em sua morte no local.

Durante o julgamento, a defesa de Charles argumentou pela configuração de homicídio privilegiado, destacando a intensa emoção sob a qual o crime foi cometido. O advogado de defesa afirmou: “Vamos pedir homicídio privilegiado porque, ao afastar a qualificadora e considerando a redução da pena aplicada pelo juiz, será uma justa medida para o caso, sem desconsiderar a relevância social da violência contra a mulher, especialmente contra uma criança de 12 anos.”

O promotor de justiça Osvaldo reconheceu a gravidade do ato, porém também observou a complexidade emocional envolvida: “Foi um crime, apesar das circunstâncias. O cidadão matou o outro com cinco tiros, então ele não pode ficar isento de pena aos olhos do Ministério Público.”

Durante o julgamento, a mãe da menina, que não residia com ela na época dos fatos, e outras testemunhas foram ouvidas, relatando o impacto do abuso e das consequências do ato de vingança cometido pelo pai da criança.

PB Agora

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Total
      0
      Compartilhe