Por pbagora.com.br

Acusado de assediar e estuprar alunas de uma escola particular, o professor de 36 anos preso foi ouvido pela Polícia Civil e alegou que era vítima constante de assédio das alunas.

O caso aconteceu no município de Cajazeiras e o suspeito prestou depoimento nesta quarta-feira (23) ao delegado seccional de Cajazeiras, Glauber Fontes. Segundo a polícia, o professor não negou que mantinha relações sexuais com as garotas.

Em seu depoimento, o acusado tentou justificar a atitude dizendo ter pensado que as adolescentes fossem mais velhas e destacou que as relações aconteceram com o consentimento das alunas.

Ainda de acordo com o delegado Glauber, o professor afirmou ser alvo constante do assédio de alunas, no entanto, não relatou de que forma e em quais situações esses supostos assédios aconteciam.

Encaminhado para o Presídio Regional de Cajazeiras, o acusado deve responder pelo crime de estupro de vulnerável porque uma das alunas que manteve relações sexuais com ele tinha menos de 14 anos quando o crime aconteceu.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Homem é preso pela PRF na Paraíba dirigindo embriagado

Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Paraíba prendeu na tarde do último domingo (9), em Campina Grande, um motorista dirigindo embriagado após a realização de uma ultrapassagem perigosa na contramão em…

Polícia apreende armas em 4 cidades durante ações no Dia dos Pais

A Polícia Militar apreendeu seis armas de fogo durante as atividades de reforço da segurança no Dia dos Pais, na Paraíba. As apreensões aconteceram em Imaculada, Barra de Santana, Conde…