Foto ilustrativa

Em 2019, cerca de 75 pessoas já foram presas por desviar energia na Paraíba

Uma fiscalização, realizada nesta terça e quarta-feira, 30 e 31 de julho, pela Energisa e pelo Instituto de Polícia Criminal (IPC) na zona rural de Pombal, no Sertão do Estado, resultou na prisão de quatro pessoas pela Polícia Civil.

De acordo com a polícia, 200 unidades entre fazendas, granjas, áreas de irrigação e residências foram inspecionadas, das quais em 20 foram detectadas irregularidades e quatro proprietários presos flagrados desviado energia da rede.

A ação é fruto do elevado número de denúncias e a quantidade de energia desviada na área que chega a 44,5 GWh, o que equivale a 17,61% de toda a energia que abastece a cidade. Quantidade suficiente para atender mais de 1.100 unidades consumidoras por um ano. A ação foi coordenada pelo delegado de Polícia Civil, Dr. Ilamilton e o perito criminal Sergio Maia.

Em 2019, mais de 75 pessoas já foram autuadas pela prática criminosa. O crime por furto de energia está prevista no artigo 155 e 171 do Código Penal, com pena de até quatro anos de reclusão e multa.

 

 

Redação
com gerência de comunicação da Energisa

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Jovem que comemorou morte de vereador na PB é preso por fazer apologia ao crime

Ontem (14) a Polícia Militar de São José de Piranhas foi acionada com a informação que Gabriel Vieira Felix de 24 anos, aproveitou-se da amizade que tinha com sua vizinha,…

Crianças ficam feridas em acidente no Sertão; duas estão em estado grave

Na tarde deste domingo (15), na rodovia estadual que liga São José de Piranhas à Carrapateira, Sertão da Paraíba, aconteceu um grave acidente envolvendo um carro deixou cinco crianças feridas.…