Por pbagora.com.br

A Justiça decretou a condenação de Maria da Conceição Pereira da Silva, de 36 anos, durante julgamento concluído na madrugada desta terça-feira (18). Conceição é acusada de matar o filho de 11 anos e deverá cumprir 22 anos de prisão.

Em sua decisão, a juíza Adriana Lins, da cidade de Esperança, no Brejo paraibano, entendeu que José Júnior Silvino Santos, de 32 anos, que seria amante de Conceição, foi o executor do crime.

De acordo com as investigações da Polícia Civil, o filho de Conceição, Lucas Pereira, teria visto a mãe com seu amante e teria ameaçado revelar o relacionamento a seu pai. O corpo de Lucas foi encontrado dentro de uma casa abandonada, no sítio Manguape, zona rural de São Sebastião de Lagoa de Roça.

A mãe doa garoto, segundo a polícia, chegou a prestar queixa alegando que a criança teria sido raptada devido a venda de uma moto e que o siposto comprador seria o autor do rapto.

Durante o julgamento, os suspeitos negaram o crime. Maria da Conceição Pereira foi indiciada por homicídio qualificado, já que a vítima não tinha a possibilidade de se defender. José Júnior Silvino, foi indiciado por homicídio e ocultação de cadáver.

 

PB Agora
Foto: Reprodução / Sejusp

 

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Notícias relacionadas

PM apreende 138 suspeitos e 27 armas no fim de semana, na PB

A Polícia Militar atendeu 1.931 chamados no fim de semana de diversos tipos de ocorrências, conforme balanço divulgado na manhã desta segunda-feira (8) pela Coordenadoria de Estatística e Avaliação (EM/7).…

Suspeitos de tráfico são presos e ponto de vendas desarticulado, na PB

Dois homens e uma mulher foram presos em flagrante, na madrugada desta segunda-feira (8), durante a operação que desarticulou um ponto de venda de drogas, na cidade de Mamanguape, no…