Depois de uma excelente temporada no Rennes, da França, onde foi considerado o melhor levantador do campeonato nacional, Thiaguinho, 26 anos, permanecerá em quadras europeias por mais um período. Dessa vez, o destino é o MKS Bedzin, da Polônia. Esta será sua terceira experiência no exterior, já que, além do time francês, também atuou no Molfetta, da Itália, em 2016/2017.

“Estou encarando como uma grande oportunidade de aprender, tanto dentro como fora das quadras. Minha passagem pela França tinha como objetivo abrir portas na Europa e isso aconteceu. Agora vou jogar em um dos campeonatos mais fortes do mundo. Isso vai me ajudar a continuar crescendo como atleta e como pessoa”, afirmou Thiaguinho, que embarcará para a Polônia até julho. Por enquanto, vem pegando dicas com um ex-companheiro do Rennes.

“Meu amigo Rafael Araújo jogou nesse mesmo time durante dois anos. Estou em contato com ele tirando todas as dúvidas”, disse Thiaguinho, que comentou sobre a atual fase do vôlei brasileiro.

“Está muito difícil. Muitos jogadores desempregados, poucos times confirmados na Superliga, e a tendência é que mais atletas se transfiram para o exterior, enfraquecendo ainda mais o nosso campeonato. Espero que todos nós possamos passar por essa fase com saúde, que é o que importa, e que, em breve, tudo volte ao normal”, completou o levantador, que segue a quarentena na casa dos pais, em João Pessoa (PB), sua cidade natal, com a mulher Luisa e a filha Manuela, de oito meses.

 

Redação com Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bandeira tarifária verde será mantida no ano inteiro, anuncia ANEEL

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) decidiu manter a bandeira tarifária verde durante todo o ano de 2020. O anúncio foi feito nesta terça-feira (26/5), em Reunião Pública da…

Em live, João desmente fake news, destaca transparência e anuncia ações econômicas

Em live realizada na noite deste domingo (31), o governador João Azevêdo (Cidadania) anunciou a intenção do Governo do Estado em fazer a retomada gradual da economia, mas de forma…