O Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) esteve reunido nesta terça-feira (31) com a deputada estadual Cida Ramos (PSB), recebendo os representantes da Associação dos Docentes da Universidade Federal da Paraíba – ADUF e os dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores Federais da Saúde, Trabalho e Previdência na Paraíba – Sindisprev-PB. A reunião aconteceu na sede do Sindisprev-PB, em João Pessoa.

Dentre os assuntos tratados esteve a proposta da reforma previdenciária, que tramita no Congresso Nacional. Veneziano e Cida Ramos ouviram atentamente as ponderações dos professores e servidores federais e suas preocupações com itens da proposta enviada pelo Governo que acabam com benefícios e conquistas históricas.

Durante o encontro, o Senador paraibano manteve o seu posicionamento em defesa dos mais prejudicados com a reforma previdenciária e salientou que vários itens da proposta retiram direitos e atentam, sobretudo, contra as pessoas mais humildes. Ele disse que a reforma da Previdência não é o condão que vai salvar o País, resolver o problema fiscal do Brasil e assegurar a retomada do crescimento econômico, como o governo tenta passar para a opinião pública.

“Falta honestidade no discurso do Governo ao aludir à Reforma da Previdência como a salvadora e o condão que vai pôr o país nos trilhos ou na retomada do crescimento econômico, resolvendo a questão do déficit fiscal. Não é verdade”, afirmou Veneziano, ao destacar pontos que precisam ser vistos como necessários para correções de algumas distorções, e outros que são atentatórios ao brasileiro.

Ele antecipou que o Senado, por meio de uma comissão constituída pelo presidente Davi Alcolumbre (DEM-AP), já está pronto para analisar o texto da reforma, fazer as devidas correções e oferecer sugestões; e reafirmou que vai defender a preservação de direitos invioláveis ao cidadão, a exemplo dos agricultores; e não admitirá desconstitucionalização do tema previdenciário, retirando benefícios dos brasileiros.

Sem Preconceitos – “A Reforma da Previdência não é vista por nós preconceituosamente. Mas nós temos a responsabilidade de nos posicionar e o dever de não permitir que mais sacrifícios sejam impostos a quem não tem mais condições de suportá-la”, disse o Senador paraibano.

Assessoria de Imprensa

Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mais de 111 famílias na Paraíba devem devolver dinheiros do Bolsa Família

Mais de 111 famílias na Paraíba devem devolver aproximadamente, R$ 172 mil pagos aos cofres públicos por meio do programa Bolsa Família. O benefício teria sido recebido indevidamente. O governo…

TJPB nega pedido de interrupção de gravidez de feto com ‘Síndrome de Edwards

Por maioria de votos e em harmonia com o parecer ministerial, a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Paraíba indeferiu o pedido de Tutela de Urgência nos autos da…