A renúncia do presidente municipal do PSB de João Pessoa, do comando da sigla, anunciada nesta quinta-feira (19), foi recebida pela vereadora Sandra Marrocos, uma das filiadas da legenda, com uma espécie de alívio.

Ao ser questionada sobre a decisão, a socialista parafraseou uma música da cantora Roberta Miranda e, curta e direta, disparou: “Vá com Deus. Não é surpresa nenhuma vindo de Ronaldo Barbosa. Vá com Deus, Ronaldo”, desdenhou.

Sandra aproveitou para sair em defesa de Ricardo Coutinho sobre as críticas do agora ex-presidente do PSB de João Pessoa na carta endereçada aos filiados do partido.

“Respeito a decisão, mas quero dizer que não tem lógica você [Ronaldo] acusar Ricardo de personalista e de golpe no partido. Não existiu golpe. O que existiu foi um processo de renúncia de mais de 51% do diretório estadual e o diretório nacional fez o que tinha de fazer estatutariamente: constituiu uma comissão provisória”, protestou Sandra.

Na carta renúncia emitida por Barbosa ele alega que não concordava com a dissolução e posterior intervenção no comando da legenda socialista que derrubou o ex-presidente estadual, Edvaldo Rosas.

“Em um momento em que se precisa dessa unidade, de nossa luta contra o autoritarismo, eis que alguns acham que o problema está no Governo João Azevedo ou em más companhias e até em Edvaldo Rosas. Não concordo com esta irresponsabilidade e quem a cometeu tem que dizer que errou e pedir desculpas  ao povo da Paraíba!”, justificou ele.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Câmara do TCE-PB julga 46 processos e imputa débito a ex-prefeito de Picuí

Reunida nessa quinta-feira (12), em sessão ordinária, a Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, sob a presidência do recém empossado conselheiro do TCE-PB, Antonio Gomes Vieira…

Na Serra do Monte Santo, pastor morre durante oração no Sertão da PB

O pastor da igreja evangélica morreu na manhã deste domingo (15) durante a realização de um culto no município de Cuité, no Sertão da Paraíba. A cerimônia acontecia ao ar…