Por pbagora.com.br

 As águas do Rio São Francisco estão chegando. Falta pouco para a água do Projeto de Integração do Rio São Francisco beneficiar a população de Pernambuco e da Paraíba.

Esta semana o ‘Velho Chico’ chegou à quarta estação de bombeamento (EBV-4) do Eixo Leste, na cidade de Custódia (PE), completando um percurso de 96,5 quilômetros deste trecho. De lá, seguirá por gravidade até a quinta elevatória (EBV-5), localizada em Sertânia (PE).
A expectativa do Ministério da Integração Nacional é atender Monteiro (PB) no próximo mês de março e posteriormente, inundar o açude Epitácio Pessoa em Boqueirão. Mutos internautas postaram um vídeo mostrando o caminho das águas e o barulho formado com a chegada do Velho Chico.

Desde o último dia 30, a água avançou por mais de 60 quilômetros entre a terceira (EBV-3) e a quarta estação de bombeamento (EBV-4) do eixo, passando por três reservatórios Salgueiro, Muquém e Cacimba Nova) e um aqueduto (Jacaré).
A maior obra de infraestrutura hídrica do país, quando totalmente concluída, vai atender mais de 12 milhões de pessoas em 390 municípios nos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

As águas do Rio São Francisco já percorreram a metade do caminho da tranposição no Eixo Leste, entre a cidade de Petrolândia, no Sertão pernambucano, até a cidade Monteiro no Cariri da Paraíba. Dos 208 quilômetros de extensão da obra iniciada em 2007, a água percorreu mais de 100 km.

O prazo estabelecido pelo Ministério da Integração é de que as águas cheguem à cidade de Monteiro até o dia 6 de março. Depois, a água vai seguir o rumo natural passando pelos açudes de Poções, Camalaú, Boqueirão, seguindo pelo Rio Paraíba.

Até ontem a água havia chegado ao Lago Bagres. Ele é o sétimo dos 12 lagos construídos ao longo do eixo leste da transposição.
A água captada do Rio São Francisco passa por seis estações elevatórias de água, cinco aquedutos, 23 segmentos de canais e ainda 12 reservatórios.

A intenção da criação dos reservatórios é beneficiar as comunidades onde foram construídos e também garantir que a água não pare de correr pelos canais, caso seja necessário fazer algum reparo no trecho.

Os 12 reservatórios são: Areais, Braúnas (o maior deles, com capacidade para mais de 14 milhões de metros cúbicos de água), Mandantes, Salgueiro (5,2 milhões de m³), Muquem, Cacimba Nova, Bagres, Copití, Moxotó, Barreiros, Campos (o segundo maior com 8 milhões de m³) e Barro Branco.

O açude Epitácio Pessoa, deve receber água da transposição em abril, segundo a previsão do Ministério da Integração Nacional. O reservatório, responsável pelo abastecimento de Campina Grande e mais 18 municípios do Compartimento da Borborema, está com 4% da capacidade.
O manancial tem capacidade para armazenar 411.686.287 metros cúbicos de água, mas, nesta terça-feira (14) está com 16.335.883, segundo os dados da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa).

Ainda de acordo com a Aesa, o açude de Poções, em Monteiro, tem capacidade para armazenar 411.686.287 metros cúbicos de água está com apenas 16.335.883, o que representa 4,6% do volume total. Já o açude de Camalaú, no Cariri, está com 7,5% da capacidade. Ele tem capacidade para 48.107.240 metros cúbicos e está com 3.589.491 nesta terça-feira.

 

PB Agora

Notícias relacionadas

Prefeitura de Bananeiras realiza drive-thru noturno para acelerar vacinação

O prefeito de Bananeiras, Matheus Bezerra, publicou em suas redes sociais foto recebendo vacinas na tarde da última sexta-feira, por volta das 16:00, na gerência de saúde localizada no município…

Paraíba adotará cotas raciais na aplicação da Lei Aldir Blanc

Medida integra pacote de ações em prol da classe artística para enfrentamento da pandemia da covid-19 rabalhadoras e trabalhadores pretos e periféricos da cultura na Paraíba serão beneficiados com cotas…