Após três meses de curso profissionalizante, 20 socioeducandos do Centro Educacional do Adolescente (CEA) e do Centro Educacional do Jovem (CEJ), receberam do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) os certificados de qualificação profissional pela conclusão do curso de Pintor de Obras. A solenidade é fruto da parceria entre a Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente Alice de Almeida e a Associação das Esposas dos Magistrados e Magistradas da Paraíba (Aemp).

Segundo a presidente da Aemp, Solange Franca, o curso profissionalizante de Pintor de Obras faz parte de um convênio que a Associação e o Tribunal de Justiça da Paraíba mantêm com o Senai. “Sabemos que não é fácil estar aqui e, nessa situação, vocês precisam de pessoas que acreditem em vocês, e nós estamos aqui para isso. Eu creio que com uma qualificação profissional ficará mais fácil o acesso ao mercado de trabalho e nós estaremos aqui para dar o apoio a vocês, sempre que precisarem”, disse a presidente da Aemp.

“É uma satisfação para o Senai executar mais um curso profissionalizante. As portas da instituição sempre estarão abertas para que vocês possam fazer mais cursos profissionalizantes após o cumprimento da medida, seja em parceria com a Aemp, ou através de bolsas no próprio Senai”, destacou o coordenador administrativo do Senai, Adriano Santana.

Durante a certificação dos socioeducandos, a coordenadora do eixo Profissionalização, Silvana Cibelle, parabenizou os internos pela dedicação e empenho em concluir o curso e agradeceu à presidente Solange Franca, toda sensibilidade e atenção com a socioeducação do Estado.

“A partir do momento em que você recebe seu diploma, você se torna uma profissional que deverá tomar a decisão de seguir ou não adiante com um novo projeto de vida. Nosso desejo é que a semente plantada gere bons frutos e isso dependerá exclusivamente de vocês que terão a oportunidade de exercer o conhecimento aprendido”, alertou o juiz de Execução Penal, Carlos Neves.

“Está aí provado o quanto vocês são inteligentes e têm competência para ter uma vida completamente diferente, fora da criminalidade. É preciso fortalecer tudo o que tem de bom dentro de vocês e deixar o peso do passado para trás, projetando uma vida nova. Sou encantada com o trabalho do Sistema ‘S’ que abre as portas para um trabalho diferenciado, com melhores oportunidades onde o certificado se torna o cartão de apresentação do jovem. Desejo muito sucesso para vocês”, enfatizou a juíza da 2ª Vara da Infância e Juventude de João Pessoa, Antonieta Maroja.

Wendow Lacerda, diretor do CEJ, agradeceu a parceria entre todos os presentes que, juntos a Aemp, acreditam no valor dos jovens que hoje cumprem medidas socioeducativas e que, cada dia mais, mostram que podemos investir neles. “Não é o primeiro curso profissionalizante e nem será o último. Eu só tenho a agradecer, finalizar o ano com jovens premiados, com quase cem jovens liberados em 2019 e o número enorme de internos que farão o Enem, além de uma equipe de professores, técnicos e agentes que trabalham incansavelmente para que o trabalho de ressocialização aconteça”, disse o diretor.

Participaram ainda das solenidades de certificação: Luciano Ramos (diretor do CEA), Débora Raquel (vice-diretora do CEA), Deborah Nascimento (coordenadora pedagógica do CEA), Manuela Santos (assistente administrativo do Senai), e Erika Patrícia Chianca (coordenadora pedagógica do CEJ), além de agentes socioeducativos e professores da Escola Cidadã Integral Socioeducativa.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

População reage a carreata jogando ovos, xingando e fazendo panelaço em JP

A população reagiu forte a carreata realizada neste sábado em João Pessoa. Jogando ovos, xingando e fazendo panelaço, os pessoenses reagiram com indignação a carreata. Promovida por apoiadores do presidente…

Comerciantes fazem carreata para pedir abertura do comércio em João Pessoa

Mesmo com as recomendações dos especialistas para evitar aglomeração de pessoas em tempos de combate ao novo coronavírus, um grupo de comerciantes fez uma carreata para pedir a abertura do…