Por pbagora.com.br

Diferentemente dos deputados Adriano Galdino (PSB) e Tião Gomes (Avante) que se posicionaram contrários à proposta do Governo Federal que visa reduzir quase 70 municípios no Estado da Paraíba, o líder do Governo João na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Ricardo Barbosa (PSB) defendeu que o tema seja analisado e debatido antes de fazer algum juízo de valor sobre a mudança.

Com um tom mais ameno, Barbosa explicou que primeiro irá ler o texto, analisá-lo e discuti-lo para só então levar o debate para Assembleia e também no âmbito da União das Assembleias Legislativas (UNALE) e, a partir daí, se posicionar, seja contra a proposta, seja a favor.

“Na verdade eu nem conceituo as medidas que estão sendo propostas como Pacto Federativo. Se tiver sendo denominado como tal falta muito do que estamos discutindo no país, no âmbito da UNALE, do Congresso Nacional. Enfim, o que está sendo anunciado no governo para tramitar no Congresso é matéria no que diz respeito a municípios com menos de 5 mil habitantes. O texto é polemica que requer e sugere uma ampla discussão. Eu não tenho juízo de valor firmado ainda, tenho que conhecer o texto, lê-lo, analisá-lo. Já conversei com o deputado Adriano para pautar o tema aqui na Casa, vou levar o debate para UNALE para que possamos nos imiscuir com profundidade sobre o tema para só assim nos pronunciarmos sobre o que iremos defender, se seremos contra ou a favor, mas essa é uma coisa que demandará tempo até que a gente possa azeitar esse tema e trazer a sociedade para o debate”, minimizou.

Para Adriano Galdino, a proposta da gestão federal representa um retrocesso.

Tião Gomes foi mais além e chegou a insinuar que o presidente Bolsonaro tinha problemas de distúrbio mental por pensar em colocar em prática a medida.

Pela proposta, os municípios com menos de 5 mil habitantes deveriam se fundir a outros e, com isso, 67 cidades só na Paraíba, que foram emancipadas nos últimas 30 anos, seriam extintas, voltado a condição de meros distritos de cidades maiores.

 

Márcia Dias, com informações de Eliabe Castor

PB Agora

Notícias relacionadas

João destaca avanços da PB nos ensinos integral e remoto em artigo no Estadão

Em artigo publicado na edição on-line do Estadão desta sexta-feira (5), o governador João Azevêdo destacou a eficiência da educação pública remota implantada na Paraíba durante a pandemia da Covid-19.…

CG: MPs pedem maior fiscalização em estabelecimentos para cumprirem decreto

Os Ministérios Públicos na Paraíba (MPT, MPF e MPPB) recomendaram aos órgãos de fiscalização de Campina Grande a intensificação das fiscalizações na cidade, para multar e até interditar os estabelecimentos…