Por pbagora.com.br

Ninguém se perde na volta. Com este lema, o candidato a prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB), tem revisitado obras e ações que realizou enquanto prefeito da capital, cargo que exerceu entre 2005 e 2010. A agenda desta quarta-feira (14) foi no conjunto residencial Gervásio Maia, entregue pelo socialista em 2007.

“Se atentem para o que está em jogo nessas eleições. Tem um monte de moralista sem moral, os falsos moralistas, gente que quando olha para uma prefeitura, só pensa em fazer negócio particular. Um povo que não tem nada a dizer à população, que precisa ser derrotado para que possamos construir novamente um governo onde o povo seja o interesse o principal”, alertou.

Ricardo destacou em seu discurso que o seu governo sempre olhou os diferentes bairros de João Pessoa com a mesma atenção, sem esquecer as comunidades onde moram a população mais carente.

“Se fosse por eles, não vinha dinheiro para esta região, não. Se fosse por eles, o Gervásio Maia não teria uma praça igual a uma que tem lá do Bessa, que eu também construí, igual a praça do Rangel, a praça do Mangabeira. Eu trato todos com igualdade para que possam ter acesso àquilo que seja melhor para a população, não interessa onde ela esteja, em que bairro more”, prosseguiu.

Uma das propostas de Ricardo para a região do Colinas do Sul, onde fica localizado o Gervásio Maia, é aumentar o número de vagas em creches municipais. Além disso, fortalecer a Atenção Primária à Saúde para combater os efeitos da pandemia do coronavírus.

Sobre o Gervásio Maia

O Condomínio Residencial Gervásio Maia foi construído e inaugurado pela gestão Ricardo Coutinho em 2007, abrigando inicialmente 1.336 famílias. Ele foi construído com infraestrutura de saneamento básico, água, energia elétrica, calçamento nas principais ruas, uma escola com capacidade para até 1.200 alunos, uma creche para 100 crianças e uma Unidade de Saúde da Família que abriga quatro equipes. O Gervásio Maia ainda vai receber uma quadra e um praça, que estão sendo construídos pela PMJP.

O valor total da obra foi de R$ 24.070.130,40, sendo R$ 8.643.997,18 do caixa da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). O nome do residencial é uma homenagem ao ex-secretário de Finanças da PMJP, Gervásio Maia, falecido em agosto de 2007. Em 2008, o condomínio recebeu o título Selo de Mérito da Associação das Companhias de Habitação Nacional por ser considerado o mais completo conjunto habitacional no país financiado pelo Governo Lula.

 

Redação com Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Covid: Cajazeiras, Guarabira e JP registram o maior número de casos nas últimas 24h na PB

Nesta sexta, 23 de outubro, a Paraíba registrou 494 novos casos de Covid-19 e 09 óbitos confirmados desde a última atualização, 06 deles ocorridos nas últimas 24h. Os casos confirmados…

MPPB e rede de proteção discutem casos de crianças e adolescentes vulneráveis

A Promotoria de Justiça de Pocinhos promoveu duas reuniões por videoconferência, com secretários municipais, Defensoria Pública e profissionais de saúde e de assistência social da rede de proteção dos municípios…