Por pbagora.com.br

A partir de janeiro de 2022, o novo prefeito da cidade de Guarabira passará a ganhar mais do que o governador da Paraíba. Será uma bagatela de R$ 25 mil mensais, R$ 2 mil a mais que João Azevêdo, graças a aprovação de um projeto de lei, de autoria da Mesa Diretora da Câmara Municipal da cidade, que durante sessão remota essa semana aprovou o reajuste dos salários do gestor, do vice, dos secretários e dos vereadores.

O placar foi de oito votos favoráveis e apenas quatro contrários.  Não houve a necessidade do voto do presidente da Câmara, Marcelo Bandeira (PDT), que só votaria em caso de empate para proceder o voto minerva.

A alegação da Câmara é de que os subsídios do prefeito, do vice-prefeito, dos secretários e dos vereadores estão congelados desde o ano de 2013. Nesse período, de acordo com o IBGE, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) teve uma inflação acumulada de 44,34%. O reajuste será uma reposição de parte da perda de todos esses anos de congelamento dos subsídios.

De acordo com o advogado da Câmara, Heitor Toscano Henriques, uma lei complementar impede que haja reajuste em subsídios de agentes políticos no próximo ano. Sendo assim o reajuste só valerá para a partir de 2022.

Novos valores para a partir de 2022

Prefeito – R$ 25 mil

Vice-prefeito – R$ 12,5 mil

Secretários – R$ 7,5 mil

Vereadores – R$ 10 mil

 

Redação

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Natuba começa colheita da produção de uvas com orientação da Empaer

O município de Natuba começa a colheita da produção de uvas neste ano, que, apesar das restrições impostas pela pandemia, pode chegar a uma produtividade média de 30 toneladas na…

Diário Oficial traz exoneração da esposa do deputado Dr. Érico

O Diário Oficial do Estado (DOE), trouxe a exoneração da esposa do deputado estadual Dr. Érico (Cidadania), da direção administrativa do Hospital e Maternidade Peregrino Filho, em Patos. No lugar…