O governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB) evitou entrar em embates com o presidente Jair Bolsonaro e pregou, nesta segunda-feira (29), durante entrevista a Jovem Pan, apenas a manutenção da relação republicana entre o poder executivo federal e os governadores do Nordeste, que foram alvos de declarações preconceituosas por parte do presidente, na última semana.

“O assunto é passado”, disse.

João ressaltou que a “opinião pública já mostrou o que pensa” sobre as declarações do presidente e prefere não polemizar.

“Não haverá vingança nem retaliação por parte dos governadores, queremos exigir a relação republicana que tem que se ter”, ressaltou.

Nesta segunda-feira (29) os governadores nordestinos se reúnem, pela primeira vez, após as críticas do presidente à região.

O encontro será na Bahia. Os governadores garantem que a pauta oficial do fórum é mesmo o Consórcio Nordeste. Principal alvo das críticas do chefe do Executivo, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), explica que será com uma agenda de trabalho que o Nordeste vai responder ao presidente.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Adolescente de 14 anos morre afogado em Campina Grande

Um adolescente de 14 anos morreu afogado em um barreiro, na cidade de Campina Grande nesse domingo (16). Segundo as informações da família o jovem desapareceu no sábado (15), após…

Análise: Emlur promove licitação e vencedora está citada na Calvário

A coluna recebeu informações fidedignas de uma fonte que merece credibilidade sobre um processo licitatório realizado na Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), órgão ligado à Prefeitura Municipal de…