A pergunta do título é bem pertinente num estado em que o business da política é, dramaticamente, a sua maior atividade econômica.

Aos que me perguntam, na condição de humilde jornalista e comentarista político, respondo que não há carta marcada para ninguém. Ou de forma bem-humorada lembro uma pérola do Padre Albeni Galdino: “Não sei meu filho, se soubesse já tava agarrado com ele”.  

Brincadeiras à parte é difícil oferecer nesse momento uma resposta que satisfaça o interlocutor dessa pergunta. 
Política é como nuvem, já dizia Magalhães Pinto. Você olha e ela está de um jeito. Você olha de novo e ela já mudou. A máxima vale para todos os lados.

O pesquisador americano Duncan Watts, no livro “Tudo é Óbvio”, explica que previsões exatas são possíveis dentro de sistemas razoavelmente simples. O que na Paraíba, não é o caso.

Prever com precisão a órbita de um satélite ou a velocidade para um avião decolar, é fácil, mesmo se tratando de feitos espetaculares. Basta fazer os cálculos certos. O resto é física. 

Já adivinhar o valor do dólar no próximo mês ou qual série de televisão terá mais audiência é algo bem mais complexo, pois as variáveis econômicas, sociais e psicológicas envolvidas são muitas.

Só depois que o resultado aparece é que a maioria, olhando em perspectiva, considera-o óbvio. As explicações surgem aos montes.

O mesmo vale para eleições. No máximo, é possível estabelecer probabilidades a partir de um conjunto de fatores, como base partidária, apoiadores, capacidade financeira, a conjuntura ou a eficácia da propaganda, que devem influenciar.
As variáveis, repito, são muitas. 

O imponderável tempera emoção numa disputa que se anunciava sem graça, mas que está tendo muito mais adrenalina do que esperavam, até uns dias atrás, o governo e os dois maiores candidatos da oposição.

No meu modesto sentir, a Paraíba está diante da eleição mais confusa e imprevisível de sua história recente. 

Tudo pode acontecer.

Ytalo Kubitschek

Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

‘Rachadinhas’: liminar assegura retorno de Malba de Jacumã à Câmara de Conde

Não é apenas o município de Cabedelo que teve movimentação no legislativo nas últimas horas. No Conde, a Câmara Municipal terá de volta a representação do vereador Malba de Jacumã,…

Análise: com PB Saúde João golpeia as OSs escusas que ‘sugavam’ PB

E a Saúde Pública da Paraíba começa a dar sinais que sairá do Gólgota, ou Calvário, se assim desejar o leitor chamar. E falo isso sem medo de enfrentar a…