Por pbagora.com.br

Está se agravando a cada dia o problema no Açude Epitácio Pessoa, o Boqueirão. Hoje o reservatório está com apenas 19,29% de sua capacidade e com a suspensão no bombeamento das águas do Rio São Francisco desde o último mês de fevereiro e sem perspectivas de retorno por inúmeros problemas é de se temer a volta do racionamento do produto até o final do ano.

Segundo o vereador Márcio Murilo, foi investido muito dinheiro no Projeto da Transposição, mas por motivos alheios ao entendimento o sistema simplesmente está parado, sem perspectivas de que volte a abastecer Campina Grande e mais 18 municípios. Inclusive, várias localidades da região do Compartimento da Borborema estão sofrendo com a falta de água. Até o momento apenas promessas não cumpridas tem sido feitas pelas autoridades, sem que algo de concreto tenha sido adotado por quem de direito.

O Açude de Boqueirão que abastece Campina Grande e várias cidades do Compartimento da Borborema se encontra com 19,29 por cento, com volume atual que é de 90.004.322 metros cúbicos da capacidade máxima de 466.525.964 metros cúbicos, conforme a AESA, e não há perspectivas de chuvas na região que venham a contribuir para contemplar o reservatório.

A suspensão ocorreu no dia 22 de fevereiro por conta de um problema na barragem de Cacimba Nova, no município de Custódia (PE), vizinho a Monteiro. Agricultores e moradores da cidade denunciaram o caso, que passou a ser apontado como causador de inúmeras rachaduras em placas dos canais. E agora por um problema num dos reservatórios, conforme o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

Ele considera oportuno o gerenciamento do manancial de Epitácio Pessoa (Açude de Boqueirão) vindo a garantir o sistema de segurança hídrica para Campina Grande e demais Municípios que recebem suas águas.

A população da Paraíba pode conferir no site do Governo do Estado (AESA) a situação crítica dos reservatórios no seguinte endereço: http://www.aesa.pb.gov.br/aesa-website/monitoramento/volume-mensal/?tipo=anterior

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ouro Velho, no Cariri, é a única cidade da Paraíba sem registro de coronavírus

Após mais de 4 meses desde o primeiro caso registrado de coronavírus na Paraíba, apenas a cidade de Ouro Velho, no Cariri, ainda não confirmou nenhum caso da doença. Até…

PB: resgates de serpentes em julho dobra com relação a 2019

O Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb) resgatou 88 serpentes em julho deste ano, na Paraíba. O número representa mais que o dobro registrado no mesmo mês do ano passado, quando…