A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor está notificando os postos de combustíveis da Capital para que expliquem os aumentos ocorridos neste mês de setembro no preço da gasolina. Pesquisa comparativa realizada pelo Procon-JP nesta quarta-feira (19) encontrou o menor preço a R$ 4,349 (Posto Millenium e SIM – Água Fria), quando no dia 9 deste mês estava registrado em R$ 4,099 e no dia 28 de agosto em R$ 4,05.

O maior preço da gasolina também oscilou para mais, saindo de R$ 4,590 no início deste mês para R$ 4,780 neste dia 19. O número de postos que aumentou chega a 98 dos 104 em atividade na Capital. O secretário Helton Renê informa que todos os postos onde houve registro de aumento terão que apresentar as três últimas notas fiscais para explicarem o motivo de tanta elevação nos preços.

“Através das pesquisas do Procon-JP estamos monitorando os aumentos. Mesmo considerando os reajustes dados pela Petrobras, à primeira vista essa elevação nos parece exagerada. Vamos checar através de documentação fiscal e quem estiver se aproveitando do momento sofrerá todo o rigor da lei. A população está passando por um momento de crise financeira e não pode arcar com nenhum tipo de aumento abusivo”, explicou Helton Renê, salientando que a notificação se refere a todos os tipos de combustíveis.

Álcool – Sobre o álcool, o menor preço continua em R$ 2,990 (Pichilau – Tambauzinho), o mesmo registrado no dia 9 de setembro. O maior preço também não registrou alteração, se mantendo em R$ 3,499  (Autopel – Tambauzinho). Cinquenta postos mantiveram, 14 aumentaram e 29 baixaram o preço do produto em relação ao levantamento do último dia 9.

Diesel – Quanto ao óleo diesel S10, o produto também registrou aumento, saindo de R$ 3,250 no dia 9 de setembro, para R$ 3,490 (Auto Posto Valentina – Valentina) e, o maior, permanecendo em  R$ 3,991 (De Ville – Água Fria). Trinta e seis estabelecimentos aumentaram o valor do produto, 06 reduziram e 45 mantiveram.

GNV – Todos os 12 postos que comercializam o Gás Natural Veicular (GNV) mantiveram os mesmos preços da pesquisa realizada no dia 9 de setembro, com os preços do produto oscilando entre R$ 3,479 (Metrópole – Epitácio Pessoa), Bancários (Bancários) e posto Z (Cidade Universitária) e R$ 3,499 (Frei Damião – Ipês) .

Para acessar a pesquisa completa, acesse o link: http://midi.as/92s2 ou o portal da Prefeitura de João Pessoa – joaopessoa.pb.gov.br e proconjp.pb.gov.br.

 

Redação com Secom-PMJP

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PSB e PCdoB e uma frustração em comum dentro da CMJP

Não será dessa vez que o vereador Léo Bezerra, do PSB, assumirá o comando da Câmara Municipal de João Pessoa, nem o suplente do PCdoB, Guga de Jaguaribe tomará posse…

Na PB, representantes de conselhos se unem contra PEC de Bolsonaro

Tramita no Congresso Nacional a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 108/2019, do Governo Federal, que, se aprovada e sancionada, pode enfraquecer ou até mesmo levar a extinção conselhos profissionais e…