Sesuma e Defesa Civil em alerta em máximo em Campina

Devido às fortes chuvas registradas em Campina Grande, principalmente na terça-feira, 21.01, onde choveu em duas horas o que era esperado para o ano inteiro, as equipes da Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), e Defesa Civil da Prefeitura de Campina Grande, continuam de alerta máximo para atendimento à população, além de estarem trabalhando dia e noite para diminuir o efeito dos danos que uma parte da população sofreu.

Às áreas mais afetadas estão localizadas nos bairros do Tambor, Liberdade e Jardim Paulistano, onde moradores tiveram casas invadidas pela enxurrada, muros caíram, além de prejuízos materiais, mas graças a Deus não houve vítimas. Nestes locais as equipes providenciaram a limpeza e desobstrução de galerias.

O prefeito Romero Rodrigues, vem acompanhando de perto, e determinou que toda assistência seja dada às famílias que sofreram danos com a “ enxurrada”, principalmente na recuperação de casas,limpeza, auxílio moradia, e assistência social. Foram registradas inundações e destruição de casas, prejuízos pessoais e danos na malha viária.

O secretário executivo da Sesuma, Josivaldo Salatiel, apesar da intensidade e conseqüências das chuvas, tranquilizou a população, assegurando que tudo está sob controle. “ Estamos atentos com nossas equipes, trabalhando em conjunto com a defesa civil, inclusive monitorando áreas de risco .

Outra preocupação é com relação à queda de árvores. Só na chuva de terça-feira, foram em torno de dez, e os técnicos do meio-ambiente estão vistoriando e monitorando, além de estarem substituindo às que causam maior risco a população. “ A coordenadora Denise Sena está acompanhando tudo, e trabalha em sintonia com o Corpo de Bombeiro e Defesa Civil”.

Com relação a Defesa Civil, o coordenador Ruiter Sansão “ garantiu que várias equipes de plantão, mobilizados e circulando, sobretudo, nas áreas de risco. Em caso de novos problemas, com a ocorrência de chuvas, a comunidade pode nos acionar para que adotemos as medidas necessárias. Todo o sistema de Defesa Civil, incluindo o Corpo de Bombeiros, está em alerta”, garantiu.

Por recomendação do prefeito Romero Rodrigues, todas as ações preventivas, como a limpeza de canais e galerias, foram realizadas pelas equipes da Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente. Essas ações objetivam evitar obstruções e, consequentemente, problemas de alagamentos, mas quando ocorrem precipitações pluviométricas como a de terça-feira, os danos e transtornos são inevitáveis. Há também orientações aos proprietários de imóveis que oferecem riscos de desabamentos.

“O nosso governo sempre se preocupou em realizar atividades e ações preventivas, o que evita problemas de maior gravidade nestes período de chuvas. “A medida é a prevenção, além de atividades de conscientização da comunidade, pois os transtornos gerados pelas chuvas podem ser evitados ou amenizados quando existe a junção de esforços entre órgãos públicos e a própria comunidade e estas ações não causaram danos maiores”, disse o prefeito Romero Rodrigues, que vem acompanhando toda ação pessoalmente.

 

Codecom / PMCG

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Em março nível do Açude de Boqueirão aumentou 8,54 metros; Veja os demais mananciais

Este mês de março vem sendo um dos melhores períodos de cheias dos últimos anos para a região do Cariri em especial para o Açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão, que…

Abrigo de idosos em JP lança campanha para se manter durante pandemia

A Instituição Espírita Nosso Lar, que mantém um abrigo para 42 idosos, vem enfrentando dificuldades para se manter, durante a pandemia do novo coronavírus. O asilo é uma entidade filantrópica…