Por pbagora.com.br

Em reunião realizada na Delegacia Regional do Trabalho, em João Pessoa, o deputado federal Hugo Motta apresentou a situação dos sapateiros da cidade de Patos, que estão com dificuldades no atendimento de algumas normas estabelecidas pelo órgão fiscalizador.

Segundo Hugo Motta, o cumprimento da lei deve acontecer, mas que é preciso um prazo maior para que a adequação ocorra. “Estamos falando de pais e mães de família que tiram das oficinas de calçado o seu sustento. Todos já demonstraram a vontade de legalizar seus empreendimentos, mas é necessário que haja a compreensão de que o ofício de sapateiro possui tempos em que as vendas caem e, consequentemente, a produção também, dificultando a implantação de melhorias”, disse.

O parlamentar salientou que é necessária certa flexibilidade para com os sapateiros. “É uma profissão que emprega, diretamente, três mil pessoas, é uma tradição em nossa cidade a produção de calçados e precisamos respeitar isso também, já que é um setor que gera renda para muitas famílias”, ressaltou.

Hugo Motta disse ainda que os sapateiros estão aguardando o posicionamento do Ministério Trabalho e que esperam que o caso dos sapateiros de Patos seja acompanhado com sensibilidade.

A reunião contou com a presença do superintendente da Delegacia Regional do Trabalho, Dr. Anibal, e de representantes da Associação dos Sapateiros de Patos.

Redação com Assessoria

Notícias relacionadas

Prato Cheio: pessoas em situação de rua agradecem por refeições diárias em CG

A alimentação é uma necessidade básica do ser humano. Por isso, o projeto emergencial Prato Cheio, executado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano…

Projeções em prédios alertam para manter cuidados contra a covid

A Câmara Municipal de João Pessoa iniciou esta semana uma nova campanha como forma de alertar a população sobre a necessidade de manter os cuidados contra a Covid-19. Desde segunda-feira,…