A delegacia da pacata cidade de Monte Horebe, no Sertão da Paraíba, foi palco de uma confusão, registrada na manhã de ontem, quinta-feira (15), mas que só ganhou repercussão hoje, sexta-feira (16), após uma mulher protagonizar um ataque de fúria.

Conforme informações, o escrivão da Polícia Civil estava ouvindo duas mulheres, quando a acusada identificada como Lucivânia Pereira de Sousa, de 38 anos, passou a difamar a vítima, a comerciante Vanuza Saraiva de Miranda, a tachando de “velhaca e rapariga” entre outros adjetivos.

Apesar dos ânimos exaltados, o escrivão tentou dar andamento à colheita do depoimento, mas a acusada se negou a repassar os documentos e começou a se alterar. Nesse momento o escrivão acionou reforço e quando os policiais chegaram a mulher teve um ataque de fúria, passando a agredir fisicamente os PM´s e a morder os braços do cabo Délio e do Soldado Leite.

Mesmo contida e algemada, a mulher não parava de desacatar as autoridades com palavras ofensivas, como, “cornos e safados”. Na viatura, a mulher fez ameaças de morte contra a comerciante que estava na delegacia, prometendo-lhe a morte.
Mas a confusão não parou por aí. Uma unidade do Serviço Móvel e Urgência (Samu) foi acionada para que a suspeita fosse medicada. No entanto, achando pouco a confusão, a suspeita passou a xingar a equipe e até cuspiu em alguns profissionais.
Após o alvoroço a mulher foi detida para prestar esclarecimentos sobre o caso e deverá responder por agressão e desacato a autoridade.

 

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cuité, Bananeiras e Itabaiana encerram ciclos de seminários do PB Rural

Os municípios de Cuité, Bananeiras e Itabaiana encerram, na próxima semana, os Ciclos dos Seminários de Divulgação e Informações do Programa PB Rural Sustentável. Em Cuité, o evento acontecerá no…

Deputado federal Efraim Filho defende redução de juros por bancos públicos

O deputado federal paraibano Efraim Filho (DEM) disse em entrevista que estará encaminhando solicitação formal para que o Governo Federal intervenha junto aos bancos públicos para que deem inicio a…