Por pbagora.com.br

O Ministério Público Federal (MPF) expediu, nesta terça-feira (15), ofício ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para que informe, em dez dias, quais medidas estão sendo adotadas pela autarquia na Paraíba para minimizar/mitigar os danos ambientais provocados pelo vazamento de petróleo cru no litoral paraibano.

Desde o início do mês de setembro, manchas de óleo têm aparecido nas praias do Nordeste. Até hoje, mais de 120 praias da região foram atingidas, inclusive Coqueirinho, Bessa, Manaíra, entre outras, na Paraíba.

Há procedimento instaurado pelo MPF em João Pessoa para apurar a origem, o impacto e a responsabilidade da poluição decorrente do óleo detectado na orla paraibana, que vem diminuindo nos últimos dias.

PB Agora

Notícias relacionadas

Covid: em fevereiro, PB já registrou mais que o dobro de casos do mês de janeiro

No mês de fevereiro, a Paraíba já registrou mais de mil novos casos da covid-19 a mais que no mês de janeiro. De acordo com boletim epidemiológico emitido pela Secretaria…

PM vai atuar para evitar aglomeração por jogo do Flamengo nesta quinta

Por conta dos jogos final do Campeonato Brasileiro de Futebol que ocorrem na noite desta quinta-feira (25), a Polícia Militar e demais forças de segurança da Paraíba intensificarão a fiscalização…