Uma reportagem do Estadão chamou a atenção para o fato de que o irmão do ex-governador Ricardo Coutinho, Coriolano Coutinho, ambos presos durante a sétima fase da Operação Calvário – Juízo Final, ser assessor parlamentar da Câmara lotado no gabinete do deputado federal Gervásio Maia, um dos principais defensores de RC e o parlamentar mais votado no pleito de 2018, no Estado.

De acordo com a publicação, Cori, como é chamado no núcleo girassol, recebe um salário de R$ 13.272,00 mais auxílios de R$ 982,29.

A reportagem ainda aponta que de maio a agosto de 2018, Coriolano teria coletado cerca de R$ 2,5 milhões.

Confira a matéria na íntegra clicando AQUI.

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Tibério confirma desistência da disputa pela reeleição na CMJP, mas faz mistério sobre nome que irá apoiar para vaga

Atual secretário de Desenvolvimento Humano do Governo da Paraíba, o vereador licenciado Tibério Limeira (Cidadania), confirmou nesta sexta-feira (03) que estará fora da disputa pela reeleição na Câmara Municipal de…

Covid-19: Justiça Federal da 5ª Região doa mais de R$ 3,6 mi para combate

A Justiça Federal da 5ª Região realizou, até o momento, a doação de R$ 3.662.366,28 para o combate à pandemia do Novo Coronavírus (Sars-CoV-2), por meio das Seções Judiciárias da…