Por pbagora.com.br

A campanha do Carnaval ‘Meu corpo não é sua folia’, promovida pela Rede de Estadual de Atenção às Mulheres Vítimas de Violência Doméstica e Sexual da Paraíba (Reamcav), coordenada pela Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana, conta agora com adesão dos blocos de carnaval Muriçoquinhas, Cafuçu, Virgens de Tambaú e dos Atletas, além da Associação Folia de Rua. A adesão ocorreu durante reunião, na sede Ministério Público da Paraíba, em João Pessoa. A finalidade da campanha é a conscientização do respeito à mulher e no combate à importunação sexual (Lei nº 13.718/18).

A reunião articulada para adesão dos blocos nesta segunda edição da campanha terá continuidade, diz a secretária da Mulher e da Diversidade Humana, Lidia Moura. Segundo ela, os blocos vão executar ações efetivas de divulgação, entre elas, a exibição do jingle da campanha e o testemunho dos artistas com mensagem de não violência contra a mulher e combate à importunação sexual.

“Estamos convidando representantes de todos os blocos para participarem do lançamento oficial que se dará em 5 de fevereiro, no auditório da Funesc, Espaço Cultural, às 9h”, avisa Lídia Moura.
Na última segunda-feira (20), a campanha ganhou a adesão do bloco Muriçocas do Miramar. Os representantes dos órgãos e blocos parabenizaram as instituições integrantes da Reamcav, ressaltando a importância da campanha e se colocando à disposição para colaborar.

A reunião contou com a presença do procurador de Justiça e coordenador do Núcleo Estadual e Gênero do Ministério Público da Paraíba, Valberto Lira; da juíza coordenadora da Mulher em Situação de Violência Doméstica do TJPB, Graziela Queiroga Gadelha de Sousa; da deputada estadual Camilla Toscano; da coordenadora das Delegacias Especializadas da Mulher, Maísa Félix Ribeiro de Araújo; da subcoordenadora das Delegacias da Mulher, Renata de Almeida Matias; e representantes dos órgãos e agremiações que aderiram.

A campanha, cuja primeira edição aconteceu em 2019, tem por objetivo prevenir e incentivar a denúncia de crimes de importunação sexual e violência doméstica durante o Folia de Rua, em João Pessoa, e o Carnaval em todo o Estado. Outro propósito da iniciativa é divulgar o trabalho da Rede, assim como o serviço prestado pelas delegacias de Polícia Civil no enfrentamento aos crimes de importunação sexual e violência doméstica.

Notícias relacionadas

TJPB anuncia suspensão de processos físicos; trabalhos serão mantidos de forma on-line

Nesta segunda-feira (01), o presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), desembargador Saulo Benevides, afirmou durante entrevista ao Programa Arapuan Verdade, que os processos físicos no âmbito do judiciário…

CG: quedas lideram entradas no Trauma no fim de semana

O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, atendeu 361 pessoas durante o fim de semana. O balanço tem como base as entradas realizadas…