Cinco dias após o acidente, o menino de 12 anos baleado pelo irmão de 14 anos, em Catolé do Rocha, no Sertão da Paraíba, segue evoluindo o quadro clínico e já respira sem ajuda de aparelhos, conforme relatou na tarde desta terça-feira (24) a coordenadora da Unidade de Tratamento Intensivo Infantil do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, Noadja Andrade.

De acordo com a coordenadora da UTI Infantil dos hospital, a evolução neurológica do menino é satisfatória. “O estado de saúde dele é satisfatório, mas ele permanece na UTI porque ainda precisa de cuidados intensivos. E não podemos dizer que ele não corre risco de morrer, isso é algo que não podermos afirmar”, explicou Noadja Andrade.

Segundo a coordenadora, a criança, que sofreu fratura e afundamento do crânio, foi submetida a neurocirurgia. “A lesão neurológica também está em evolução satisfatória”, salientou.

O menino de 12 anos está internado no Hospital de Trauma de Campina Grande desde o dia 19 de setembro deste ano, após ser atingido por um tiro feito acidentalmente pelo irmão dele, um adolescente de 14 anos. De acordo com a polícia, os irmãos estavam brincando com a arma do pai quando um disparo acertou a cabeça da criança.

G1

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Inmet prevê chuvas intensas para 69 cidades da Paraíba nesta sexta

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) renovou o alerta amarelo de perigo potencial de chuvas intensas para 69 cidades do Sertão do estado da Paraíba. O aviso foi emitido às…

Manchas de óleo voltam a aparecer no Litoral Sul da Paraíba

Nessa quinta-feira (23), resquícios do óleo que atingiu parte do litoral brasileiro no ano passado voltou a aparecer na praia de Pitimbu, Litoral Sul paraibano. De acordo com as informações…