Por pbagora.com.br

O governador José Maranhão anunciou, nesta sexta-feira (27), que a meta do seu governo é investir R$ 120 milhões na recuperação da rede hospitalar estadual. O anúncio foi feito durante vistoria ao Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, quando também revelou que vai concluir o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, construir mais um Hospital de Emergência na Paraíba e garantir a aplicação de 12% na área de Saúde.

“A Lei manda investir 12% e eu vou investir 12%, o que não vinha sendo feito. Nosso desafio é fazer em dois anos o que era pra ser feito em quatro. Neste governo não há espaço pra descansar e o compromisso com o trabalho fará a multiplicação do tempo”, ressaltou.

Segundo o governador José Maranhão, bastou apenas uma pequena inspeção no Hospital de Trauma para se averiguar a ineficiência da gestão anterior. “No meu governo eram destinados R$ 1,4 milhão para custeio do Trauma e detectamos que esse valor foi reduzido para apenas R$ 800 mil. Estou triste pelo que encontrei depois de seis anos de abandono, descaso, falta de zelo pelos equipamentos. Esse Hospital vai voltar a ser o que era”, garantiu.

O secretário de Saúde do Estado, José Maria de França, explicou que o objetivo da visita do governador José Maranhão ao Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena era dar um testemunho da prioridade que o seu governo vai dar na recuperação dos serviços de saúde do Estado.

Já o diretor do Trauma, José Carlos Evangelista, revelou que encontrou o hospital totalmente desabastecido, com tomógrafo sem funcionamento, falta de credibilidade no comércio, pois nenhum fornecedor queria mais atender o hospital. “O laboratório não funciona; os parceiros e cooperativas estão com os pagamentos atrasados. Mas, seguindo a determinação do governador José Maranhão, as providências para que tudo volte ao normal serão tomadas com a maior celeridade possível”, ressaltou.

Unidade Neonatal

Após visitar o Trauma, o governador José Maranhão se dirigiu para o Hospital e Maternidade Frei Damião, onde garantiu que a Unidade Neonatal daquela casa de saúde entrará em funcionamento o mais breve possível.

O governador disse que a situação do Hospital e Maternidade Frei Damião também é de grande carência. “Deixamos a Unidade Neonatal pronta quando ocupamos o governo em mandato anterior, mas a mesma continua sem funcionar. Vamos instalar e colocar imediatamente a Unidade Neonatal em funcionamento e recuperar outros segmentos do hospital”, completou.

Ele revelou ainda que no Complexo de Saúde de Cruz das Armas também enfrenta problemas de gestão muito graves e que comprometem a eficiência dos serviços, mas que a nova direção já está orientada para resolvê-los.

O governador visitou ainda o Banco de Leite Humano, o Centro Especializado do Diagnostico do Câncer e o Laboratório de Patologia, todos no Complexo de Saúde de Cruz das Armas.
 

 

Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Diego Tavares assume vaga no Senado após pedido de licença de Daniella

A Paraíba já tem um novo senador. Trata-se do suplente Diego Tavares, do PP, que tomou posse no Senado Federal, nesta quarta-feira (23), após um pedido de licença de  quatro…

MP orienta prefeito de Ingá anule atos de transferência de servidores

A Promotoria de Justiça de Ingá expediu recomendações ao prefeito de Ingá, Robério Lopes Burity, para que declare a nulidade de atos de transferência de servidores, restabelecendo a prestação de…