Mais de 86 irrigantes foram notificado pela Agência Nacional de Águas (ANA) e pela Agência Executiva de Gestão das Águas (AESA) para reduzir áreas irrigadas na Paraíba. As notificações aconteceram durante campanhas conjuntas de fiscalização de usuários de água na bacia do rio Piranhas-Açu, região entre a Paraíba e o Rio Grande, entre setembro e outubro de 2019.

O balanço foi divulgado nesta segunda-feira (18) pela ANA. No total, 40 notificações foram feitas em Pombal, 30 em Paulista , 13 em São Bento e três em Cajazeirinhas, no Sertão paraibano. A maioria dos usuários foi advertida e outra parte foi multada. Caso não reduzam as áreas irrigadas, eles serão multados em valores que podem chegar a R$ 10 mil por dia.

De acordo com a ANA, o limite para área de irrigação para cada usuário é de 0,5 hectare, que equivalente a meio campo de futebol. A medida tem o objetivo de assegurar água para abastecimento humano, que é o uso prioritário em situações de escassez, segundo a Política Nacional de Recursos Hídricos.

A restrição também tem a finalidade de assegurar a continuidade das atividades de irrigação, mesmo com menos água. O superintendente de fiscalização da ANA,
Redação

Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Romero prestigia procissão de Nossa Senhora da Conceição

O prefeito Romero Rodrigues prestigiou, na tarde deste domingo, 8, a procissão em celebração à Nossa Senhora da Conceição, padroeira de Campina Grande. O evento marcou o ápice da programação…

Líder da oposição na ALPB rejeita composição com RC ou com o PSB

Apesar do racha na base governista com o anúncio da desfiliação do governador João Azevêdo dos quadros do PSB, o líder da oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba, Raniery Paulino…