Por pbagora.com.br

Uma decisão do juiz da 1ª Vara da Família de João Pessoa, Antônio Amaral, proíbe que o ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB) deixe o país em companhia de seu filho mais novo, fruto do casamento com ex-primeira-dama, Pâmela Bório.

Coutinho está com viagem marcada para a Europa para a próxima semana mas, segundo a decisão. não poderá mais levar o filho menor de idade.

A viagem de Ricardo estava prevista para o dia 22, próxima semana. O retorno estava previsto para o dia 4 de novembro. O ex-governador participaria, na Espanha, de um evento da Fundação João Mangabeira, do PSB, que ele preside.

A decisão do magistrado que atendeu um recurso da ex-mulher de Ricardo, Pâmela foi criticada pela advogada de defesa de Coutinho já que, segundo ela, o juiz da Infância e Juventude, Adhailton Lacet Porto, já havia autorizado a viagem.

A defesa do ex-governador declarou que vai entrar com agravo ainda nesta quinta-feira (17) no Tribunal de Justiça para tentar reverter a decisão.

PB Agora

Notícias relacionadas

Presidente da FPF diverge de recomendação do MPPB sobre suspensão do futebol na Paraíba

A presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Michelle Ramalho, criticou a recomendação do Ministério Público da Paraíba solicitando a suspensão da realização de partidas de futebol no estado. Para…

Aguinaldo Ribeiro lamenta falecimento do diretor-presidente do Grupo São Braz

O deputado federal Aguinaldo Ribeiro lamentou nesta sexta-feira (05) a morte do presidente do Grupo São Braz e proprietário das TVs Cabo Branco e Paraíba, José Carlos da Silva Júnior,…