Por pbagora.com.br
Foto: Secom

O governador João Azevêdo participou, nesta segunda-feira (20), de reunião, por meio de videoconferência, com o ministro da Saúde, Nelson Teich, e demais governadores do Nordeste. Na ocasião, o chefe do Executivo da Paraíba reforçou o pedido ao governo federal para o envio de respiradores e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e pleiteou que a discussão acerca da distribuição de recursos para o enfrentamento do coronavírus tenha como base os Planos de Contingência enviados ao Ministério da Saúde.

Na sua explanação, João Azevêdo destacou que o Governo da Paraíba tem trabalhado na ampliação de leitos, com a abertura de um hospital de campanha e locação de hospitais privados que estavam desativados nos municípios de João Pessoa e de Campina Grande, na contratação temporária de mais de três mil profissionais de Saúde e na aquisição de 310 mil testes rápidos.

“Nós estamos numa luta muito grande para conseguir respiradores, estamos lançando editais na área de tecnologia para que as universidades que tenham alguns estudos de fabricação de respiradores possam nos apresentar e tentamos operacionalizar internamente algumas linhas de produção em algumas indústrias do Estado para produzir EPIs”, relatou o governador.

Ele ainda reforçou a necessidade da união dos agentes públicos para o enfrentamento do coronavírus. “A união dos Estados, municípios e governo federal é a única forma de sairmos dessa situação. Não há outra forma de enfrentarmos essa questão porque o nosso interesse maior é defender a população”, pontuou.

Na oportunidade, os governadores do Nordeste também cobraram a habilitação de leitos, reiteraram o pedido para o governo central autorizar que brasileiros formados em Medicina no exterior atuem no país e pediram um posicionamento do ministro sobre o isolamento social.

Por sua vez, o ministro Nelson Teich afirmou que está mapeando os problemas de todos os Estados e sugeriu um fluxo de trabalho contínuo com os gestores. “Vamos trabalhar juntos, ouvindo os secretários de Saúde porque a interação é fundamental e vamos traçar uma linha de trabalho para ajudar o mais rápido possível”, disse.

 

Secom

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cabedelo contabiliza mais de 1 mil casos da Covid-19 sem cura notificada

Em meio a autorização do retorno de aulas presenciais em instituições privadas de ensino superior no município de Cabedelo, iniciado desde a última segunda-feira (28) a Secretaria Municipal de Saúde…

Bolsonaro fará ‘conexão’ em CG nesta semana e levanta tese sobre campanha

Apesar de ter afirmado que não iria apoiar nenhum candidato no primeiro turno das eleições municipais, em nenhum lugar do país, incluindo a Paraíba, o presidente da República, Jair Bolsonaro…