A presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, vereadora Ivonete Ludgério (PSD), anunciou que foi diagnosticada com uma síndrome vasoconstrição cerebral reversível,, e que seguirá com um tratamento específico orientado por médicos que acompanham a parlamentar.
Ela retornou esse semana à Casa de Félix Araújo, após alguns dias de afastamento para tratar de problemas relacionados à saúde.

Em entrevista concedida à Rádio Caturité, Ivonete revelou que a síndrome lhe tem privado de realizar várias atividades No entanto, ela não falou em tirar licença do cargo.

– Eu tenho um período longo para me recuperar da cirurgia, e também de uma síndrome. Eu descobri que tenho uma síndrome que me priva de várias coisas. Fui diagnosticada com Síndrome vasoconstrição cerebral reversível, é complicado, é difícil de ocorrer, mas ocorre comigo. Eu preciso continuar fazendo o que os médicos me pedem que eu faça – afirmou.

A vereadora, que já anunciou o início das discussões LOA 2020, convidou a população para se fazer presente, frisou a importância do momento para a sociedade, e ainda acrescentou que devido às questões de saúde e recomendações médicas, não se fará presente nas audiências.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Discordamos da filiação, mas respeitamos”, diz Anísio ao defender apoio do PT a João Azevêdo

Se depender dos esforços do deputado estadual Anísio Maia, o PT não só deve como vai permanecer na base que dá sustentação ao Governo João Azevêdo. Em entrevista nesse final…

Clássico dos Maiorais: Campinense e Treze empatam no Amigão pelo Paraibano

A rivalidade histórica de 409 jogos dominou o domingo na Rainha da Borborema. Campinense e Treze se encontraram na tarde de hoje para mais um duelo no O Amigão. O…