A anunciada trégua das entidades representativas os policiais civis da Paraíba ao novo Governo do Estado está chegando ao fim. Em uma nota bastante dura, a categoria denuncia que apenas alguns integrantes do quadro de delegados estão sendo contemplados com benefícios nos contracheques, acusa o governo de “mudança de postura” e ameaça paralisar as atividades, da mesma forma como já fez por duas vezes anteriores a categoria dos delegados.

Leia . abaixo, o que diz a nota da Associação, na íntegra:

A ASSOCIAÇÃO DOS POLICIAIS CIVIS DE CARREIRA DA PARAÍBA – ASPOL/PB vem a público informar a toda a categoria e a sociedade paraibana em geral, a inquietação que mais uma vez toma conta dos policiais civis da Paraíba, ao tempo em que lamentamos os ultimos acontecimentos referentes à negociação.

Desta vez, o que incomoda e inquieta tais policiais é a mudança de postura do governo, que através do Sr. Secretário Gustavo Gominho informou que primeiramente irá tratar a questão dos delegados de Polícia para depois resolver a situação dos demais integrantes do sistema de segurança pública.

Cabe-nos ressaltar que tal tratamento discriminatório, o qual foi dispensado pelo governo anterior e que causou duas paralisações dos policiais civis, uma delas por mais de 65 dias, certamente trará imensurável prejuízo a toda o sistema de segurança pública. Mais ainda, nosso dever é advertir a todos que não aceitaremos tal tratamento vexatório, esperamos que seja feita justiça a todos os policiais civis, porém conclamamos a todos os policiais civis para fazerem-se presentes na próxima assembléia geral, para se for o caso, paralisarmos nossas atividades, pois merecemos RESPEITO!!!

É inadmissível que se tratem 1500 famílias paraibanas de maneira discriminatória, beneficiando apenas alguns cargos integrantes da Polícia Civil. Se o Governo assim agir, certamente estará fechando as portas da instituição, visto que estará sepultando definitivamente a esperança que é depositada pelos policiais civis no Governador José Maranhão e no Secretário Gustavo Gominho, os quais chegaram com discurso coerente e estimulador dos policiais e acima de tudo JUSTO.

Vamos todos à assembléia na próxima quinta-feira e, se necessário, vamos novamente às ruas, pois é a dignidade de nossa profissão que encontra-se em jogo. A Polícia Federal, exemplo a ser seguido, funciona principalmente porque todos os seus integrantes são remunerados DIGNAMENTE, trabalhando assim tranqüilos.

A LUTA É DE TODOS NÓS E A HORA É AGORA !!!

João Pessoa, 09 de março de 2009.


PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mamaço discute empoderamento feminino e a importância da amamentação

Empoderamento da mulher que amamenta foi o tema principal do Mamaço, evento realizado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio do Banco de Leite Anita Cabral, que teve…

RC orienta STF a ficar alerta às posturas anticivilizadoras de Bolsonaro

Uma reportagem do portal UOL, desta sexta-feira (16), trouxe uma entrevista do ex-governador da Paraíba e atual presidente da Fundação João Mangabeira, Ricardo Coutinho (PSB) em que o socialista faz…