A suposta retirada de bolsas de estudos a dois irmãos, por parte de uma escola particular de João Pessoa, está repercutindo a nível nacional.

Vários sites de abrangência em todo o Brasil deram destaque ao fato, que vem viralizando nas redes sociais.

De acordo com a versão dos alunos, o fato de um deles usar maquiagem e de outro namorar um outro rapaz teria motivado a retirada da bolsa.

Os irmão alegam que sempre tiraram boas notas e ainda representavam a escola nos esportes.

Em nota, o colégio afirmou que as acusações são falsas e levianas e que a não faz qualquer tipo de discriminação de gênero, orientação sexual, raça ou qualquer tipo de acepção de pessoas, sejam de dentro do ecossistema da escola ou não.

“Eu e meu irmão perdemos nossas bolsas de estudo. Como vocês sabem, somos atletas e competíamos pelo colégio, representando a escola tanto nacional quanto internacionalmente, tirando boas notas e passando de ano. Retiraram a bolsa do meu irmão também simplesmente pelo fato de que ele namorava um menino” diz trecho do reato.

Confira a nota da escola:

O Colégio Interactivo, ao longo dos seus 20 anos de história em serviços prestados para as famílias paraibanas e sendo referência em ensino de qualidade em João Pessoa, viu com perplexidade as falsas e levianas acusações que foram disseminadas em algumas redes sociais da internet.

Queremos esclarecer a toda a sociedade que o Colégio Interactivo, incluindo toda a direção, todo o corpo docente e demais colaboradores da instituição, não faz qualquer tipo de discriminação de gênero, orientação sexual, raça ou qualquer tipo de acepção de pessoas, sejam de dentro do ecossistema da escola ou não. O Interactivo repudia veementemente tais praticas em suas unidades, tendo, inclusive um programa de prevenção e combate à violência sistemática implementada por meio do Projeto denominado “Atitude”, existente há cerca de quatro anos.

O Colégio Interactivo ainda esclarece que anualmente oferece descontos e bolsas integrais a estudantes, que são concedidas e reavaliadas individualmente e em acordo com critérios claros baseados no desempenho dos alunos, bem como disponibilidade financeira – pontos alinhados previamente entre pais/ responsáveis e escola e em conformidade entre as partes, ressaltando que a não renovação de bolas ou descontos não é impeditivo que o beneficiado continue estudando na escola.

Portanto, a direção da escola deixa claro que é a favor da liberdade de expressão, e que baseia seus valores em ética, lealdade, afetividade, compromisso e cristianismo, bem como investe no conforto no ambiente de estudo e convivência e, essencialmente, nas pessoas que utilizam e usufruem de nossa estrutura e que também acreditam na nossa essência para construir seu futuro sócio-educacional.

A direção.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Localizado ponto usado pelo tráfico para armazenar armas e drogas

A Polícia Militar localizou uma casa abandonada que era usada pelo tráfico como ponto de apoio para armazenar armas e drogas, na comunidade do Castelinho, que fica na divisa das…

Jiboia de 1,5 metro é encontrada enroscada em carro estacionado em Patos

Um achado assustador. A Polícia Ambiental resgatou uma cobra de 1,5 metro que estava enroscada em um carro que estava estacionado às margens do açude Jatobá, nesta segunda-feira (6), em…