Foto: Doug Patrício – Agência Lacepress

Depois de uma decepção, nada melhor do que voltar a vencer. Ou melhor, golear. Sem compromisso no meio de semana, o Grêmio pôde usar seu time titular na manhã deste domingo (8) e, no primeiro jogo após a queda da Copa do Brasil, bateu o Cruzeiro por 4 a 1, na Arena Independência, em Belo Horizonte. Everton (duas vezes), Alisson e Diego Tardelli, este último escolhido para iniciar a partida no lugar de André, anotaram os gols. Fred descontou para os mineiros. O resultado faz o Tricolor terminar a 18ª rodada com 25 pontos, a sete do G-4 do Brasileirão.

Os dois lados vinham de eliminações e, por isso, promoveram mudanças em suas escalações. No Cruzeiro, a novidade foi o centroavante Fred, que apareceu livre na área, aos 7 minutos, para cabecear sobre Paulo Victor. Mas foi a troca promovida pelo técnico Renato Portaluppi que se mostrou melhor sucedida.

Aos 17, Galhardo foi à linha de fundo e cruzou rasteiro para dentro da área. Lá estava Diego Tardelli para tocar de letra para o fundo das redes. Na comemoração, o atacante ainda lembrou os tempos de Atlético-MG para provocar a torcida rival, sinalizando com as mãos como quem dissesse: “A casa é minha”.

O gol tomado fez com que o time local começasse a errar passes e ouvisse vaias vindas das arquibancadas. Restava ao Tricolor aproveitar. E foi exatamente o que fez aos 27, quando Everton puxou contra-ataque e escorou para Alisson, que invadia a área. Com a “lei do ex” não falha, o atacante tocou na saída do goleiro Fábio, ampliando o marcador.

Minutos depois, por pouco o volante Michel não acertou chute de fora da área, aumentando a vantagem gremista. A crise técnica do Cruzeiro era tamanha que Rogério Ceni fez uma substituição antes mesmo do intervalo. Pedro Rocha foi acionado e mudou a cara do jogo. Já em seu primeiro toque na bola, o ex-gremista chutou contra Paulo Victor. Porém, no lance posterior, Michel chutou o pé de Henrique dentro da área e o árbitro assinalou penalidade. Fred não desperdiçou a chance. Aos 36, a bola ainda bateu na trave antes de entrar.

Diante de uma etapa inicial tão animadora, o segundo tempo começou com uma má notícia. Logo aos 5 minutos, Geromel foi afastar a bola e sentiu lesão muscular na coxa direita, precisando ser substituído. Menos mal que David Braz, que entrou em seu lugar, deu enorme contribuição. Aos 18, puxou contra-ataque, deixando marcadores para trás como se fosse um atacante, e lançou Everton do lado esquerdo. Com muita precisão, Cebolinha acertou o ângulo oposto, sem chances para Fábio. Um golaço!

Em meio a vaias, os donos da casa tentavam reagir. Aos 27, o estreante Ezequiel tentou diminuir o prejuízo, obrigando Paulo Victor a espalmar. A postura fez o time se expor ainda mais, transformando a jornada em goleada tricolor. Aos 31, Everton recebeu na entrada da área, colocando entre as pernas do zagueiro e tocando calmamente na saída do goleiro: 4 a 1.

A goleada devolve o ânimo à equipe de Renato Portaluppi, que volta a se apresentar somente no próximo domingo, em casa, contra o Goiás, novamente pelo Brasileirão.

 

Fonte: GauchaZh

Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mais da metade dos casos de morte violenta na PB continua sem solução

Mais da metade dos 32 casos de mortes violentas registradas na Paraíba de 21 a 27 de agosto de 2017, acompanhadas pelo Monitor da Violência, ainda não foram solucionados após dois anos.…

Advogado acusa OAB/PB de omissão após denunciar calote e caso vai parar no Conselho Federal

O advogado Wilson Furtado Roberto protocolou essa semana uma reclamação no Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil para denunciar a omissão da Ordem dos Advogados da Paraíba por…