Por pbagora.com.br

Apesar das fortes chuvas que vem caindo na capital e em Campina Grande, os efeitos dessas precipitações hídricas, não está surtindo o efeito desejado aonde mais é essencial que é no abastecimento dos principais mananciais da Paraíba é o que aponta dados da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa) e Agência Nacional das Águas (ANA). Esses dados apontam que os açudes da Paraíba pararam de sangrar.

Os dados mostram que os mananciais diminuíram seus volumes e, por enquanto, apenas um está perto de superar sua capacidade. Enquanto isso, o açude Epitácio Pessoa, na cidade de Boqueirão, continua aguardando a retomada do bombeamento da Transposição do Rio São Francisco e vai perdendo carga de água.

De primeiro de junho até essa última sexta-feira (14), Boqueirão já perdeu quase dois milhões de metros cúbicos. A região que abastece o reservatório teve seu período chuvoso encerrado em maio, o que faz com que apenas aconteça retirada de água.

Para o presidente da Aesa Porfírio Loureiro, a situação ainda não é preocupante devido a saber que na hora que precisar a Transposição está a disposição. Temos mesmo preocupação é com outros açudes como Acauã que abastece muita gente e está em situação crítica”, disse.

A Transposição está paralisada desde o dia 21 de fevereiro por vários motivos. O último apresentado é um problema na Barragem de Cacimba Nova, no município de Custódia, em Pernambuco, e não há previsão para retomada do bombeamento.

 

Redação

 

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cabedelo libera bares, quiosques, restaurantes e academias

A Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC) publicou novos decretos em que autoriza a liberação de diversos serviços e atividades na cidade portuária. Os documentos nº 51 e nº 54 determinam…

ODE Digital: João entrega mais de R$ 51 milhões em obras para 3ª e 5ª regiões

O governador João Azevêdo participou, nesta sexta-feira (7), de mais uma plenária do Orçamento Democrático Estadual, que este ano é realizado de forma digital, devido à pandemia da Covid-19. Na…