A Paraíba o tempo todo  |

Estação Cabo Branco e Itaú Cultural abrem inscrições para curso de História da Arte

A Estação Cabo Branco em parceria com o programa Itaú Cultural Artes Visuais abriu inscrições para o Curso de História da Arte – do modernismo ao conteporâneo.

O curso acontecerá nos dias 29, 30 e 31 de agosto no mini auditório 2 da Estação das Artes.

As inscrições são gratuitas e ao todo serão disponibilizadas 115 vagas. Os interessados devem enviar e-mail para [email protected] ou telefonar para (83) 3214-8270/8303 ramal 214. No e-mail, o interessado deve escrever: “Solicito inscrição no Curso de História da Arte”, mencionar o nome completo e atividade (função) que exerce.

Só serão consideras inscritos aqueles que receberem um retorno de confirmação de inscrição da equipe da Estação Cabo Branco.

O curso leva em consideração os principais eventos e movimentos artísticos do modernismo a contemporaneidade.

A preparação é voltada para artistas de todas as áreas (plástica, visual, design, teatro, cinema outras), estudantes e professores de cursos de Arte e Arquitetura, produtores e demais profissionais da área da arte e cultura.

Perfil dos ministrantes

JOANA D´ARC – Historiadora, mestre em Sociologia, pela UNESP, campi Araraquara (SP) com a pesquisa: Trajetória Artística e Política de uma Neovanguarda das Artes Plásticas no Brasil: 1968-1973, sob orientação do professor Dr. Marcelo Ridenti. Concluiu Especialização em Mediação Cultural pela Agecif e em História da Arte pela Ècole du Louvre ambas em Paris (2001). Doutora em História pela UFPE, com a tese: Cartografias das Artes Plásticas no Recife dos anos 1980: Deslocamentos Poéticos Entre as Tradições e o Novo. Atualmente exerce a direção da Galeria de Arte Janete Costa em Recife (PE), coordena o Coletivo Parangolé: Arte, Cultura, Educação e o grupo de pesquisa Coletivo Arte em Diálogo no Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães na cidade do Recife.

LETÍCIA SQUEFF – Professora do Dep. de História da Arte da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Unifesp (EFLCH/Unifesp). É mestre em História Social e doutora em Arquitetura pela USP. É autora de O Brasil nas Letras de um Pintor (Ed Unicamp, 2004) e Uma Galeria para o Império (Edusp, 2012), em que discute as ideias sobre arte, a formação de uma iconografia política e o colecionismo no Brasil do século XIX. O modernismo brasileiro e suas relações com as vanguardas latino-americanas foi tema de seu pós-doutorado, desenvolvido na Unicamp, cujos resultados parciais vêm sendo divulgados em artigos como “Paris sob o olho selvagem: Quelques Visages de Paris, de Vicente do Rego Monteiro, (In: O selvagem e o civilizado nas artes, fotografia e literatura do Brasil, Editora da Unicamp, 2010).

SÉRGIO MARTINS – Mestre e doutor em História da Arte pela University College London (UCL). Editou o número especial Bursting on the Scene: Looking back at Brazilian Art, do periódico inglês Third Text, e foi curador da exposição Dois Reais (Paço Imperial, 2012), do artista Matheus Rocha Pitta. Tem artigos, ensaios e resenhas publicados nas revistas Third Text, Artforum, Arte & Ensaios, Object, Enclave e Lado 7, entre outras, e também no jornal O Globo. Contribuiu para os catálogos das retrospectivas da Lygia Clark no Itaú Cultural (2012) e de Cildo Meireles no Museu Reina Sofia, em Madrid (2013). Seu livro, intitulado Constructing an Avant-Garde: Art in Brazil, 1949-1979, será publicado em 2013 pela MIT Press (EUA).

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe