Arteterapia: Abraçando Vidas. Assim é conhecida a disciplina eletiva – complementa a formação – que faz parte do anexo da Escola Cidadã Integral Socioeducativa Almirante Saldanha, que fica situada no Centro Socioeducativo Edson Mota, unidade da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente (Fundac) para cumprimento de medidas dos adolescentes. A disciplina, desenvolvida com alunos de todos os ciclos (I ao VI) no contraturno, busca auxiliar o processo de autoconhecimento, descobertas e mudanças corporais, sociais e culturais significativas, proporcionando vivências com os Florais da Amazônia, bem como práticas de cultivo de ervas medicinais baseadas na filosofia da Permacultura.

 

“A adolescência é uma fase em que surgem os maiores e os mais diversos conflitos internos dos indivíduos que a atravessam, inclusive a maioria deles são de caráter emocional” disse o coordenador pedagógico, professor Rafael Ferreira de Souza Honorato, ao justificar a importância da disciplina idealizada pelos professores Luciano Medeiros (Artes), Rachell  Shallon (Polivalente), Edson Bernardo (Biologia) e Wênio Pinheiro (Artes) para os adolescentes que cumprem medidas socioeducativas no CSE.

 

“A arteterapia busca restabelecer a capacidade de reconhecer a si mesmo e também o mundo que os cercam, a fim de possibilitar o desenvolvimento de um indivíduo mais equilibrado e consciente sobre suas próprias ações tanto individuais e sociais, como também a busca por uma formação em que o adolescente possa vir a ser mais protagonista de sua própria vida”, acrescentou o professor Rafael Ferreira.

 

Para Roberta Alencar, coordenadora do eixo Educação da Fundac, as disciplinas eletivas são de grande importância para a efetivação de uma educação integral que ocorre também na dimensão escolar, em tempo integral. “No caso específico desta eletiva, destacamos a importância da correlação entre conhecimento popular e as diversas formas de aplicação do conhecimento científico das plantas medicinais, além de incentivar o seu uso, no cotidiano familiar de nossos socioeducandos”, acrescentou Roberta.

 

“A terapia floral é utilizada para o bem estar emocional, mental e espiritual, ajudando a se relacionar melhor com os conflitos internos vivenciados no cotidiano. Durante as aulas, os alunos ingerem a “fórmula da adolescência” e, posteriormente, são feitas práticas de meditação e reflexões sobre como cuidar de si e do mundo em que vivem e, em seguida, são confeccionados trabalhos artísticos pensando nos temas trabalhados nas aulas, buscando acima de tudo o contato com a parte positiva dos socioeducandos”, explicou o coordenador pedagógico do CSE. 

 

Com o desenvolvimento da disciplina os professores vêm, aos poucos, percebendo algumas habilidades nos alunos, tais como: expansão e compartilhamento de temas sobre autoconhecimento e identidades, compreensão da arteterapia por meio de sua história, seus conceitos e vivências, capacidade de relaxamento e equilíbrio em meio às tensões diárias, fortalecimento do protagonismo e da autoestima, capacidade de entendimento crítico sobre si e as realidades que os cercam, desenvolvimento e fortalecimento de habilidades artístico-terapêuticas.

 

A eletiva conta com total apoio da gestão da escola, da direção da unidade e vem sendo acompanhada pelo coordenador pedagógico professor Rafael Ferreira que ressaltou ainda a importância que existe em desenvolver nos socioeducandos o equilíbrio emocional. “Ensinamos a  lidar com sentimentos que estão em conflito, os quais são negados por eles ou que precisam modificar, como: a insatisfação, a incerteza, insegurança, a raiva, entre outros. Para isso, são fundamentais os compostos energéticos chamados essências florais para trabalhar emoções específicas ou conjuntos de emoções”, explicou.

 

Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise: CRC-PB desfalca entidade que deveria ser modelo de gestão

A situação fiscal do Conselho Regional de Contabilidade da Paraíba não vem “caminhando” da forma que o discurso da ética profissional exige. Todos sabem o legítimo e importantíssimo papel daqueles…

João Pessoa sedia conferência internacional de usinas de geração de energia

A cidade de João Pessoa sedia, desta segunda-feira (14) até a próxima quinta-feira (17), a Conferência 2019 do MUG – Grupo de Usuários MAN. A abertura da conferência será realizada…