Por pbagora.com.br

 

Em audiência com Maranhão, diretor da Pacific Hydro
explica projeto de ampliação de unidade em Mataraca

Depois de consolidar os investimentos da usina eólica Millennium no município de Mataraca, integrando o Projeto Vale dos Ventos, a Pacific Hydro no Brasil prepara a ampliação dessa unidade geradora de energia para começar as obras nos primeiros meses de 2010, com investimentos de R$ 100 milhões e capacidade de atender a mais de 100 mil casas por ano, o que representa mais de 5% de toda a energia consumida na Paraíba. O projeto foi apresentado na manhã desta terça-feira (4) ao governador José Maranhão, no Palácio da Redenção, pelo diretor geral da empresa no Brasil, Mark Argar, que estava acompanhado do gerente Wagner Quintino e da assistente executiva da diretoria Janaina Orsi.

Na conversa com o governador, o dirigente da Pacific Hydro explicou que o planejamento de expansão do parque Vale dos Ventos contempla a Paraíba em mais 20 MW. Também falou da possibilidade de aumentar a produção de energia eólica porque encontra no Litoral paraibano um campo ideal, o que representa um impulso nesse mercado. “Será um parque um pouco maior do que o existente agora, que tem 58 MW, e podemos expandir até 80 MW”, comentou.
Pontos favoráveis – Segundo ele, a partir de agora o empreendimento entra numa etapa de estudos, devendo demorar pelo menos seis meses sendo formatado, quando entrará para aprovação do conselho administrativo da empresa, e então vai começar a sua instalação. Mark Argar explicou que a empresa, com sede na Austrália, escolheu a Paraíba para instalar unidade produtora de energia, “porque aqui existem bons ventos, matéria-prima importante na consolidação do projeto, além do acesso a uma área ideal para a construção do parque”. A convivência com a comunidade, o acesso à terra e o bom entendimento com os organismos que cuidam do meio ambiente foram outros pontos favoráveis destacados por ele.

“Tudo isso facilitou o entendimento entre nós e o Estado, e particularmente também a área ambiental, com a qual temos um relacionamento bem profissional, através da Sudema e do Ibama. Facilita muito essa atitude do Governo da Paraíba dando boas vindas ao nosso empreendimento. Isso foi muito importante para nós também”, destacou.

Informou que durante os três anos em que a empresa passou trabalhando na implantação do projeto não foi encontrado nenhum problema difícil de resolver, principalmente com a ajuda do governo estadual e também da efetiva participação da Prefeitura Municipal de Mataraca.
Geração de empregos – Mark reconheceu que o projeto ainda não dará uma independência de energia à Paraíba, mas a instalação da unidade e da sua ampliação é importante, e com isso o governador concordou. Além da criação de oportunidade de trabalho que as obras possibilitam.
Lembrou que uma série de consultas, em diversos níveis, como impacto visual, vida animal e vegetação nativa e agricultura local foram feitas para minimizar qualquer distúrbio durante a construção e operação do parque. “Já é visível na área a sua presença na recomposição da flora nativa que está crescendo, e ajudando na proteção da biodiversidade e comunidade local”, completou.
 

 

Secom

Notícias relacionadas

International Cyberlaw Conference 2021 reúne especialistas para discutir Direito e Tecnologia

O Portal Juristas e a Digital Law Academy realizarão, nos dias 14 e 15 de maio, a International Cyberlaw Conference 2021. O evento reunirá pesquisadores, técnicos e profissionais de diversos…

Auxílio: PMCG inicia análise cadastral do Programa SuperAção nesta segunda-feira

Nesta etapa, será possível constatar se os perfis inscritos se encaixam nos requisitos da Lei que regulamenta o Auxílio Emergencial Os dados cadastrais dos inscritos no Programa Superação de Auxílio…