Por pbagora.com.br
Foto: reprodução

A empresa Asa Branca, em parceria com Unicamp e Delfin Protect, desenvolveu uma máscara com tecido fabricado com partículas antivirais, elimina fungos, bactérias, ácaros e também o vírus da Covid-19.

O tecido é uma mistura de poliéster, algodão e micro partículas de prata que inativam o vírus através do processo de oxidação.

É o mesmo fenômeno que ocorre, por exemplo, quando se aplica água oxigenada em cortes e ferimentos – matando os germes e inibindo infecções.

Os testes foram feitos com amostras do coronavírus, colhidos no início da pandemia.

O resultado surpreendeu os cientistas: 99,9% dos vírus foram inativados em contato com o tecido.

Os pesquisadores acreditam que a performance pode ser ainda maior nas máscaras dos usuários, já que nos testes os tecidos foram submetidos a altas cargas virais.

A tecnologia é 100% brasileira, desenvolvida por pesquisadores paulistas e atestada pelo Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (USP).

Mais higiene e conforto

Além de ser letal para o Coronavírus, a máscara também oferece mais conforto aos usuários, com alças ajustáveis e designer que permite até 80 por cento mais circulação do ar.

O tecido impermeável ainda controla odor e tem rápida secagem, reduzindo a umidade produzida pela saliva e permitindo uso mais prolongado.

Notícias relacionadas

Chuvas deixam mais de oito mil famílias sem energia na Grande JP

As fortes chuvas que caem na grande João Pessoa desde as primeiras horas desta sexta-feira (26) deixaram mais de oito mil famílias sem energia elétrica. De acordo com a Energisa,…

Força das águas da chuva abre cratera e rodoviária de João Pessoa fica alagada

Uma cratera se abriu na frente do Terminal Rodoviário de João Pessoa na manhã desta sexta-feira (26) por conta da força das águas da chuva. A água também invadiu o…